Mais lidas
Política

Questionada sobre TCU, Dilma defende atravessar rápido dificuldades

.

JOÃO PEDRO PITOMBO, ENVIADO ESPECIAL
BARREIRAS, BA (FOLHAPRESS) - A presidente Dilma Rousseff (PT) afirmou, em entrevista a rádios da Bahia, que esta quarta-feira (7) é um "dia importante". Ela respondia um pergunta sobre a votação das contas de sua gestão pelo TCU (Tribunal de Contas da União) e da votação no Congresso Nacional dos vetos presidenciais.
"Esse é um dia importante, mas ele é como um caminho que estamos trilhando para construir uma solução e atravessar o mais rápido possível as dificuldades", afirmou a petista por telefone às rádios Metrópole FM, de Salvador, e Barreiras 790 AM.
Dilma também fez referência à votação na Câmara dos Deputados. "O Congresso vai reafirmar seu compromisso com o Brasil. É importante que as pessoas coloquem os interesses do país acima dos interesses pessoais ou partidários", afirmou.
A petista falou ainda da crise econômica. "Estamos fazendo imenso esforço para reduzir a inflação. A tendência é de queda, reconhecida pelo mercado. Estou vendo luz no fim do túnel"
Ela comparou a cenário econômico do país à situação de uma dona de casa que precisa conter despesas e disse que quer "fazer mais com menos dinheiro"
Questionada sobre as pressões políticas, a presidente afirmou que é "impossível achar que fazemos um serviço para a democracia tentando métodos para encurtar a chegada ao governo".
Ela também não fez referências a um possível processo de impeachment, mas disse que "a democracia brasileira é forte para impedir que variantes golpistas tenham espaço".
PROGRAMAS SOCIAIS
A presidente disse ser um desafio manter programas sociais e investimento em infraestrutura no cenário adverso.
Na entrevista, Dilma afirmou que o governo "não está parado" e listou dados dos programas Mais Médicos, Minha Casa, Minha Vida, investimentos em mobilidade urbana e construção de creches.
Contudo, admitiu atrasos em obras de infraestrutura como a ferrovia Oeste-Leste, que cruza a Bahia até o litoral, e afirmou que está readequando um projeto de corredores de ônibus em Salvador por falta de recursos.
A presidente desembarca na tarde desta quarta na cidade de Barreiras, oeste da Bahia, para entregar 2.781 imóveis do programa Minha Casa, Minha Vida.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber