Facebook Img Logo
Mais lidas
Política

Após deixar PSOL, senador Randolfe Rodrigues anuncia filiação à Rede

.

MARIANA HAUBERT
BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O senador Randolfe Rodrigues (AP) anunciou nesta segunda-feira (28) a sua filiação ao recém-criado partido Rede Sustentabilidade, fundado pela ex-senadora Marina Silva.
Randolfe anunciou sua desfiliação do PSOL neste domingo (27). Ele era o único senador pelo partido, que agora terá representação apenas na Câmara.
"O que estamos fazendo aqui é o encontro de velhos companheiros que, há algum tempo, escolheram uma jornada para caminhar na luta por um país mais igualitário, com justiça social, economicamente equilibrado e com respeito ao meio ambiente. [...] Estou apostando muito no que virá a ser a Rede e na conformação que se está consolidando no partido. Estou apostando que será a grande novidade política do país nos próximos anos", disse Randolfe.
O senador se reuniu com Marina na tarde desta segunda em Brasília para oficializar sua filiação a Rede. "Não temos feito uma abordagem em termos de quantidade. Estamos buscando compatibilizar a qualidade e a quantidade. Esse é o momento em que reafirmamos o nosso objetivo e interesse de dar uma contribuição para melhorar a qualidade da política nessa realidade tão sofrida da política brasileira", afirmou Marina após o encontro.
No ano passado, Randolfe acabou se desentendendo com a direção nacional do Psol quando teve que disputar uma indicação para concorrer à Presidência da República. Ele acabou perdendo a disputa interna para a ex-deputada Luciana Genro, que acabou a eleição em quarto lugar.
"Desde que houve a disputa interna, minha relação com o Psol se deteriorou, mas não guardo nenhuma mágoa com o partido. Como toda relação, tem uma hora em que ela se desgasta. Saio do Psol como amigo do partido", disse o senador.
A Rede teve o seu registro concedido pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) na última terça-feira (22). Durante a semana, os deputados federais Miro Teixeira (RJ), que estava no Pros, Alessandro Molon, mais votado pelo PT fluminense em 2014, e Aliel Machado (PR), que estava no PCdoB, aderiram à legenda.
Além de Randolfe, a ex-senadora e vereadora em Maceió (AL) Heloísa Helena deixou o partido e assinou sua ficha de filiação na Rede Sustentabilidade. Principal aliado do senador no Amapá, o prefeito de Macapá Clécio Luís também deixou o PSOL, mas deve se filiar ao PCdoB. Ele justificou a saída do partido nas redes sociais dizendo que o cargo de prefeito "impõe imensos problemas a resolver".




O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Política

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber