Facebook Img Logo
Mais lidas
Política

Oposição adia 'indefinidamente' reunião sobre impeachment de Dilma

.

DÉBORA ÁLVARES, RANIER BRAGON E GUSTAVO URIBE
BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - A oposição decidiu aguardar novos desenrolares no cenário político para alinhar um discurso em torno do impeachment da presidente Dilma Rousseff. A reunião agendada para esta terça-feira (25) foi adiada indefinidamente à espera do "momento adequado".
"Para respaldo ainda maior, é necessária a integração desses movimentos de rua que geraram novo e importante movimento, respaldado por juristas de renome, que podem dizer da substância jurídica desse pedido de impeachment. Envolve aspectos jurídicos e políticos. Temos que aguardar o momento adequado", avaliou o líder do DEM na Câmara, Mendonça Filho (PB).
A ideia era reunir PSDB, DEM, PPS e SD para unificar o tom do discurso contra Dilma. Juristas também participariam para embasar os argumentos jurídicos pela saída da petista da Presidência.
Apesar do rompimento público do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), com o governo e do agravamento da crise política, a avaliação da oposição é que ainda não conseguiram o apoio necessário para aprovar um pedido de impeachment.
"Estamos em busca do PMDB. Mas ainda estamos na fase de um puxa o PMDB de um lado, o outro puxa do outro. Melhor aguardar", destacou um líder oposicionista.
Embora tenham adiado a reunião, já há uma estratégia esboçada há algumas semanas, em que Cunha, a quem cabe monocraticamente a decisão, rejeitaria dar prosseguimento a um pedido de impeachment.
A iniciativa abriria espaço para um recurso da decisão ao plenário, onde são necessários votos de pelo menos 257 dos 513 deputados. Isso daria um caráter coletivo à ação e livraria o peemedebista de um desgaste político isolado.




O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Política

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber