Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Política

Vaccari quer que relator da CPI da Petrobras seja sua testemunha

.

ESTELITA HASS CARAZZAI E LUCAS LARANJEIRA
CURITIBA, PR (FOLHAPRESS) - Relator da CPI da Petrobras na Câmara, o deputado Luiz Sérgio (PT-RJ) foi arrolado como testemunha de defesa do ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, numa ação oriunda da Operação Lava Jato.
A lista de testemunhas feita pelos advogados de Vaccari, que foi denunciado sob acusação de corrupção e lavagem de dinheiro, foi apresentada à Justiça no final de abril.
Questionado sobre o fato, Sérgio afirmou que se sentiu "constrangido" com o convite, e que pedirá à defesa de Vaccari para retirá-lo da lista.
"A avaliação política que eu faço é que essa convocação é incompatível com a minha função na CPI", disse Sérgio, em entrevista nesta segunda-feira (11).
O deputado disse não saber por que foi arrolado como testemunha, e negou que tenha uma relação pessoal com Vaccari -preso preventivamente em Curitiba desde 15 de abril.
"Eu já fui líder da bancada. Talvez tenha sido por isso", disse.
O presidente da CPI, Hugo Motta (PMDB-PB), afirmou que também considera o convite incompatível com a função de Sérgio na comissão. Segundo ele, o deputado terá que optar em ser relator ou testemunha de defesa de Vaccari.
O advogado de Vaccari, Luiz Flávio Borges D'Urso, disse que vai desistir da convocação de Sérgio. "O próprio Vaccari ponderou isso [da participação do deputado na CPI]", afirmou ele à reportagem.
Segundo o defensor, o deputado foi arrolado por seu "histórico no PT" e por conhecer a função da tesouraria do partido e seu funcionamento.
A exclusão de Sérgio da lista de testemunhas deve ser solicitada à Justiça nos próximos dias.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Política

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber