Mais lidas
Política

Paulinho da Força pressiona oposição por campanha pró-impeachment

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O presidente do Solidariedade, deputado Paulo Pereira da Silva, disse que está pressionando o PSDB e demais partidos de oposição por um engajamento mais firme no movimento que pede o impeachment da presidente Dilma Rousseff.
"A oposição precisa dar um passo adiante", disse. "Esperar para sangrar ainda mais [a presidente Dilma] não vai ajudar."
O deputado disse que se encontrou com lideranças do PSDB nesta sexta para tratar do assunto. Para ele, quanto mais tempo a oposição levar para aderir ao "Fora Dilma", mais desmobilizados ficarão os protestos.
"As pessoas esperam uma saída da oposição. Se essa resposta demorar, elas não vão acreditar que somos uma opção e não irão às ruas."
Paulinho, como o deputado é conhecido, já considera que o movimento está perdendo força. Por isso, disse ter passado a semana tentando convencer PSDB, PV, PSB, PSB e PPS a se engajarem no "Fora Dilma".
ASSINATURAS
Mas até nas ruas está difícil conseguir adesões. A meta do Solidariedade é conseguir mais de 1 milhão de assinaturas para entrar com pedido de impeachment. Lançado em março, o movimento só obteve cerca de 200 mil assinaturas.
"Esperamos chegar a 1 milhão nos eventos de 1º de Maio", disse o deputado, que é ligado à Força Sindical. A entidade conta com 1,7 mil sindicatos filiados no país.




×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber