Mais lidas
Política

No ritmo da 'sofrência', ato em Salvador tem paródia de 'gordinho gostoso'

.

JOÃO PEDRO PITOMBO
SALVADOR, BA (FOLHAPRESS) - Embalado por dois minitrios elétricos, o ato contra a presidente Dilma Rousseff (PT) em Salvador inovou com paródias com sucesso do último carnaval, como "Gordinho Gostoso", do cantor Neto LX.
Na música, em ritmo de "arrocha", os versos do refrão são trocados por "sou a Dilma mentirosa". A presidente ainda é chamada de "rainha do petrolão" que "aumenta a gasolina para pagar a corrupção".
Empolgado, o público cantou a música sob gritos de "êta, sofrência".
Além dos trios elétricos, duas bandas de fanfarra animavam o público no protesto, que percorreu o trecho de 1 km entre o Farol da Barra e o monumento do Cristo, na orla da capital baiana.
Junto a uma das fanfarras, um boneco gigante do ex-ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Joaquim Barbosa arriscou uns passos ao ritmo de sucessos do axé tocados pela banda,
O boneco do ex-ministro foi disputado pelo público ávido por tirar "selfies".
Segundo a Polícia Militar da Bahia, 2.000 pessoas participam do ato em Salvador. Já organização do protesto estima um público de 8.000 manifestantes.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber