Mais lidas
Política

CPI convida jornalistas e ex-secretário da Receita para depor

.

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - A CPI do SwissLeaks, no Senado, iniciou os trabalhos convidando dois jornalistas e um ex-secretário da Receita Federal para comparecer a uma audiência pública nesta quinta (26), às 8h30. Na sessão desta quarta (25), foi aprovado o requerimento do senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) com o convite aos jornalistas Chico Otávio, de "O Globo", e Fernando Rodrigues, do UOL.
Ambos publicaram reportagens com nomes de brasileiros que mantém ou mantinham contas bancárias no HSBC da Suíça. Entre esses correntistas, há empresários, agentes públicos, jornalistas, artistas e celebridades.
O mesmo requerimento pede que compareça à comissão o ex-secretário da Receita Everardo Maciel. Ele ocupou o cargo entre 1995 e 2002.
A CPI, instalada nesta terça (24), tem por objetivo apurar supostas irregularidades praticadas pelo HSBC na abertura de contas ilegais na Suíça.
Há mais de 8.000 correntistas brasileiros que fazem parte da lista vazada por um ex-funcionário do banco em Genebra -daí o nome SwissLeaks ("vazamentos suíços"). O colegiado pretende investigar se eles estão em situação irregular por não terem informado à Receita contas com valores acima de R$ 140 mantidas no exterior.
Não é crime ter dinheiro no exterior. Se a conta tiver de mais de R$ 140 no dia 31 de dezembro do ano anterior, ela precisa ser declarada no Imposto de Renda.
O Banco Central também exige declarações trimestrais, mas só para quem possui mais de US$ 100 mil fora do país.




×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber