Facebook Img Logo
Mais lidas
Política

Valdemar volta a trabalhar no PR e passará por cirurgia

.

MÁRCIO FALCÃO
BRASÍLIA, DF - Condenado pelo STF (Supremo Tribunal Federal) no julgamento do mensalão, o ex-deputado Valdemar Costa Neto (PR-SP) voltou a despachar no escritório do PR, em Brasília.
Ele foi contratado como gerente administrativo. A informação foi repassada à Justiça pela defesa, que apresentou declaração do tesoureiro nacional do partido, Jucivaldo Pereira.
Procurado pela reportagem, o PR confirmou a contratação e se limitou a dizer que o ex-deputado executa "os mesmos serviços profissionais que prestou ao Partido da República, desde a renúncia de seu mandato em agosto de 2005 até o mês de fevereiro de 2007. " A assessoria da sigla não revelou o valor do salário.
Fora da prisão, o ex-deputado precisa se recolher em seu domicílio entre 21h e 5h. Valdemar cumpre regime aberto desde novembro. Ele foi condenado a 7 anos e 10 meses pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro por envolvimento no esquema de desvio de recursos públicos e compra de apoio político no Congresso durante os primeiros anos do governo Lula.
Um dos principais nomes do PR, mesmo preso, Valdemar continuava sendo consultado para decisões políticas do partido. O ex-deputado chegou a trabalhar em um restaurante durante o cumprimento da pena em regime semiaberto, quando deixava a prisão para trabalhar, onde foi flagrado pela Folha de S.Paulo recebendo líderes do PR.
Pela regras impostas pela Justiça, o ex-deputado não pode frequentar bares, portar armas, se encontrar com outros condenados ou sair de Brasília sem autorização.
CIRURGIA
Valdemar também foi liberado para realizar uma cirurgia entre os dias 26 e 28 de fevereiro. De acordo com despacho do juiz Nelson Ferreira Júnior, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, o procedimento será na Rede Sarah de Hospitais de Reabilitação, na capital federal. A decisão não traz detalhes sobre o procedimento.




O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Política

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber