Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Política

Cerveró poderá fazer tratamento psiquiátrico na cadeia

.

Foto: arquivo
Foto: arquivo

BRASÍLIA, DF - O juiz federal responsável pela Operação Lava Jato, Sérgio Moro, autorizou o ex-diretor Internacional da Petrobras Nestor Cerveró a receber acompanhamento psiquiátrico dentro da carceragem da Polícia Federal de Curitiba, onde está preso desde o dia 14 de janeiro.

Moro acolheu um pedido da defesa de Cerveró, depois que o Ministério Público Federal deu parecer favorável ao pleito. 

Os advogados apresentaram atestado médico, sustentando que seu cliente faz tratamento há três anos, além de tomar regularmente dois medicamentos, um ansiolítico e um antidepressivo. 

Em sua decisão, publicada nesta sexta-feira, o magistrado autorizou que um psiquiatra visite Cerveró uma vez por semana ou a cada quinze dias por tempo determinado pelo médico a ser contratado pelo paciente. 

As sessões ocorrerão "em lugar reservado", segundo Moro, desde que dentro da unidade policial. 

No dia 4 deste mês, já na carceragem, Cerveró teve uma crise de ansiedade, alta de pressão arterial e precisou ser atendido pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). Ainda não foi divulgado quando o ex-diretor iniciará o acompanhamento psiquiátrico.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Política

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber