Mais lidas
Política

​Após invasão, Alep fecha para levantar prejuízo e fazer reparos

.

​Após invasão, Alep fecha para levantar prejuízo e fazer reparos - Foto: G1
​Após invasão, Alep fecha para levantar prejuízo e fazer reparos - Foto: G1

A Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) informou que ficará fechada a partir desta sexta-feira (13) até quarta (19) para levantar os prejuízos e reparar os danos da invasão de manifestantes, que ocuparam o prédio por três dias.

As votações no Plenário serão retomadas apenas na segunda-feira (23). Oito mil pessoas participaram do protesto na quinta, de acordo com a Polícia Militar, e o pacote de medidas, parte das reivindicações dos trabalhadores, foi retirado da pauta de votações para revisão. Durante a manifestação, houve tumulto e confronto com a polícia. Seis  manifestantes e cinco policiais ficaram levemente feridos.

Um homem de 61 anos, que estava em frente à Alep, precisou ser levado a um hospital com crise de hipertensão. Na manhã desta sexta, dezenas de manifestantes ainda permaneciam acampados em frente ao prédio da Assembleia.

Os servidores protestaram desde segunda-feira (9) contra o pacote de medidas – "pacotaço" – do governo estadual que, entre outros itens, afeta a carreira dos educadores. Entre as exigências dos trabalhadores da Educação estão o pagamento de benefícios atrasados e a reabertura dos turnos fechados no fim de 2014.

A greve da categoria começou na segunda-feira e prejudica quase um milhão de estudantes. Por causa dos protestos, o secretário-chefe da Casa Civil, Eduardo Sciarra, pediu a retirada do pacotaço para revisão. A mensagem para a retirada foi enviada ao presidente da Casa, o deputado Ademar Traiano (PSDB), na tarde de quinta, quando os deputados tentavam votar o novo requerimento para a formação da Comissão Geral.

Confira matéria completa AQUI

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber