Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Política

Marta diz que Planalto se portou como 'perdedor antecipado' na Câmara

.

Foto: arquivo
Foto: arquivo

SÃO PAULO, SP - A senadora Marta Suplicy (PT-SP) criticou nesta segunda-feira (2) a estratégia adotada pelo seu partido e pelo governo da presidente Dilma Rousseff na disputa pelo comando da Câmara dos Deputados. Para a petista, "o intervencionismo indevido e atrapalhado" do governo impôs ao Planalto "o papel de perdedor antecipado" no episódio. 

O governo e o PT sofreram uma derrota amarga na eleição da Câmara. O peemedebista Eduardo Cunha (RJ), desafeto de Dilma, conseguiu vencer no primeiro turno. Enquanto isso, o candidato do PT, Arlindo Chinaglia, teve desempenho abaixo do esperado, com menos votos do que calculava sua chapa -chegou ao ponto de ficar perto do "azarão" Júlio Delgado (PSB-MG), terceiro colocado na disputa. 

Eduardo Cunha venceu com 267 votos. Chinaglia teve 136, e Delgado obteve 100. 

Para Marta, que vem fazendo uma série de críticas a Dilma e ao seu próprio partido, o resultado na Câmara é o prenúncio de "crise e dificuldades" entre o governo e o Congresso Nacional. 

Marta deixou o Ministério da Cultura no fim do ano passado. De lá para cá, vem fazendo ataques em série ao estilo de Dilma, os resultados de sua administração e ao PT, partido no qual milita há mais de 20 anos. Na sigla, a ofensiva é vista como uma forma de legitimar a saída de Marta do partido. Ela pretenderia trocar de sigla para disputar a prefeitura de São Paulo em 2016 ou o governo do Estado em 2018.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Política

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber