Mais lidas
Política

Rede, grupo de Marina, critica novas regras do governo para benefícios

.

SÃO PAULO, SP - A Rede Sustentabilidade, partido que Marina Silva tenta criar, criticou as medidas anunciadas pelo governo na segunda-feira (29) que visam criar regras mais rígidas futuros beneficiários de pensão por morte, auxílio-doença, abono salarial, seguro-desemprego e seguro defeso.
De acordo com o grupo, as mudanças "provocam retrocessos no sistema de previdência e assistência social e na legislação trabalhista". Os maiores prejudicados seriam, de acordo com a Rede, os grupos sociais mais vulneráveis.
"Essas medidas indicam, mais uma vez, que o discurso da campanha eleitoral de manter conquistas sociais não está sendo cumprido pela presidente reeleita", diz a nota emitida pelo grupo.
O governo, ao anunciar a medida, afirmou que as alterações não reduzem direitos, apenas corrigem distorções. Dilma Rousseff concordou com a adoção das medidas, mas instruiu auxiliares a dar exemplos didáticos de como as regras alteradas permitiam abusos e repetir que só futuros beneficiários serão afetados.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber