Política

Aldo diz que 'pegou pesado' e que ligará para Marina

Da Redação ·
O deputado federal Aldo Rebelo (PCdoB-SP), relator do Código Florestal, voltou a defender a aprovação do seu texto, que deve ser apreciado na terça-feira na Câmara. Em entrevista à imprensa, na manhã de hoje, em Maceió, Aldo comentou ainda sobre a denúncia que fez contra o marido da ex-senadora Marina Silva (PV-AC), Fábio Vaz de Lima, de que ele teria envolvimento com o contrabando de madeira. "Sei que peguei pesado e vou ligar para ela para desfazer esse mal entendido", afirmou o deputado. Aldo disse que, durante a sessão sobre o Código Florestal, no plenário da Câmara, na madrugada de ontem, ficou irritado quando soube, por meio de sua assessoria, que Marina Silva tinha postado mensagem na rede de microblogs twitter com crítica ao texto final. "Naquele momento, de cabeça quente, sendo taxado de traidor pelos ecologistas, eu lancei mão dessa denúncia contra o marido da Marina, mas confesso que só tomei conhecimento dessa denúncia pela imprensa. Por isso, vou ligar para Marina para me explicar, afinal nunca tive problemas com ela, pelo contrário, sempre nos demos muito bem", afirmou Aldo, em entrevista à TV Gazeta, no programa Bom Dia Alagoas. O deputado disse ainda que seu texto levou em consideração não só a questão ambiental, mas também a questão social. "Não adianta proteger a margem de um rio e expulsar daquele ambiente um pequeno agricultor que sempre viveu ali, não sabe fazer outra coisa senão viver da cultura de subsistência e não tem para onde ir. Isso, pra mim, é antiecológico", afirmou o deputado.
continua após publicidade