Política

Novo Código Florestal só deve ser votado amanhã

Da Redação ·
O deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP) passa o dia hoje em negociações para fechar um texto com as propostas para o novo Código Florestal. Apesar das modificações já prometidas por ele, integrantes da bancada ruralista continuam insatisfeitos. Em seu novo relatório, Aldo estende a todas as propriedades de até quatro módulos fiscais - a medida varia de 20 a 400 hectares, dependendo do município - o benefício de não ter de recuperar a vegetação nativa correspondente à reserva legal desmatada ilegalmente até julho de 2008. Além dos ruralistas, parte da bancada do PT também resiste à proposta de Aldo Rebelo. Os ministros da Agricultura, Wagner Rossi, do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, e do Desenvolvimento Agrário, Afonso Florense, reúnem-se no fim da tarde na Câmara com a bancada petista para discutir o relatório de Aldo. À noite, no plenário da Câmara, Aldo Rebelo deverá ler apenas seu relatório que foi aprovado no ano passado pela comissão especial que analisou as propostas para o Código. A votação com as modificações deverá ocorrer apenas amanhã, depois de concluídas as negociações com as lideranças partidárias.
continua após publicidade