Política

Comando da PM debate segurança com vereadores

Da Redação ·
Vereadores e oficiais do 10º. BPM, em reunião que debateu os pontos frágeis da segurança em Apucarana
fonte: Divulgação
Vereadores e oficiais do 10º. BPM, em reunião que debateu os pontos frágeis da segurança em Apucarana

Vereadores e oficiais do 10º. BPM, em reunião que debateu os pontos frágeis da segurança em

continua após publicidade

Apucarana

Atendendo a um pedido de Telma Reis (PMDB), reforçado por toda a Câmara, oficiais do 10º. Batalhão da Polícia Militar (BPM) estiveram nesta sexta-feira (29) no prédio do Legislativo respondendo a vários questionamentos sobre a onda de assaltos e roubos em Apucarana.

continua após publicidade


Segundo Telma Reis, a solicitação foi feita principalmente porque nas últimas semanas vem crescendo o volume de abordagens a empresas da cidade, sobretudo no momento em que a movimentação do dia deve ser levada às agências bancárias. “Nós acreditamos que uma ronda ostensiva neste horário, aliada ao trabalho do serviço reservado da Polícia para desmantelar essas quadrilhas, pode trazer mais segurança aos empresários de Apucarana e da região”, afirma Telma Reis.

continua após publicidade


O comandante do 10º. BPM, major Aimoré Nunes, disse que hoje são atendidos 11 municípios através de Apucarana – eram 26, antes da saída de Ivaiporã. Dos 225 homens disponíveis, 80 estão lotados na companhia de Jandaia do Sul, atendendo a vários municípios da região, e 145 em Apucarana. Desses, segundo o comandante, 21 estão em férias e 4 sob atestado médico. Segundo ele, faltam homens para um trabalho preventivo mais adequado. “Cada pelotão deveria ter 30 homens, mas não é o que ocorre no pelotão de Marilândia do Sul, por exemplo”, diz ele. Para piorar, dos 225 policiais, 58 estão com mais de 25 anos de serviço, podendo requerer aposentadoria a qualquer momento.


Major Aimoré afirmou que o policiamento de dupla nas ruas, conhecido como “Cosme e Damião”, não está sendo feito adequadamente por falta de efetivo. Ainda de acordo com o comandante, o módulo central tem uma viatura e dois policiais por turno, num total de 12 PMs sempre à disposição. Somam-se a ele os módulos nas saídas para Curitiba e Londrina
e no Jardim América, cada um com oito PMs à disposição. No Pelotão de Trânsito, são mais duas motos, com dois policiais, uma viatura e um policial de plantão, totalizando seis PMs.

continua após publicidade

A Rotam é composta por sete policiais e duas viaturas, enquanto a Patrulha Rural conta com dois policiais e uma viatura. Já o Serviço Reservado tem uma viatura e dois policiais. Outros três homens estão à disposição do Fórum, dez no presídio, oito no Copom e três no Cartório da PM. 

continua após publicidade


Major Aimoré, que estava acompanhado pelos capitães Laércio Sagati e Roberto, apresentou também a estatística dos crimes ocorridos neste ano no município. Segundo ele, foram 209 furtos e furtos qualificados, 79 roubos e quatro homicídios, dos quais dois estão solucionados.


“Foram presas 251 pessoas e apreendidas 66. Também apreendemos 3,3 quilos de crack, 228,9 quilos de maconha, 1,5 quilo de cocaína e fizemos a prisão de 47 pessoas envolvidas com drogas, além de 18 pessoas apreendidas”, resumiu o oficial. Ele admitiu aos vereadores que há fragilidade no policiamento nos distritos. Há, por exemplo, apenas uma viatura para atender Pirapó e Vila Reis, que ficam em lados opostos. Por sugestão do vereador Aldivino Marques, o “Val” (PSC), a PM deve distribuir material com dicas de orientação para que a população possa contribuir mais com a segurança nos bairros. Júnior da Femac e Alcides Ramos também sugeriram que a PM aproveite as sessões itinerantes para expor essas orientações diretamente à população.