Política

Justiça condena Pegorer a 5 anos e 10 meses de detenção

Da Redação ·
  Valter Aparecido Pegorer
fonte: Arquivo
Valter Aparecido Pegorer

A CPI da Dívida, instalada na Câmara de Apucarana para apurar o montante da dívida do município, estimada em cerca de R$ 240 milhões, convocou o ex-prefeito Valter Aparecido Pegorer (PMDB). Pegorer, que foi prefeito de Apucarana por três mandatos, para depor nesta sexta-feira (29), às 18h30, em sessão aberta, a ser realizada no plenário da Câmara.  Ontem veio a público que Valter Pegorer foi condenado pela Justiça a 5 anos e 10 meses de detenção.

continua após publicidade

Em sentença proferida pelo juiz da Vara Criminal da Comarca de Apucarana, Katsujo Nakadomari, Pegorer recebeu a condenação em regime semiaberto. Na ação proposta pelo Ministério Público, ele é responsabilizado por irregularidades no repasse de recursos - sem licitação - às associações de moradores do Núcleo João Paulo I e Correia de Freitas, durante seu primeiro mandato (93/96). Pegorer poderá recorrer da decisão em liberdade.

continua após publicidade

Leia a matéria completa na edição impressa desta sexta-feira (29) da Tribuna do Norte - Diário do Paraná