Política

Suspeita de fraude em painel provoca saia justa na Assembleia

Da Redação ·
 Fábio Camargo: deputado pediu investigação sobre uso de senha
fonte: Divulgação
Fábio Camargo: deputado pediu investigação sobre uso de senha

Um erro no registro dos deputados presentes no plenário provocou uma saia justa e discussão na sessão de ontem da Assembleia Legislativa. O problema surgiu quando os deputados iniciaram a votação da pauta do dia, e o painel eletrônico foi zerado para que cada parlamentar registrassem sua presença. O deputado Marcelo Rangel (PPS) apontou que o deputado Fábio Camargo (PTB), que estava em Maringá para uma audiência da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Falências, aparecia no painel como estando presente no plenário da Casa.  

continua após publicidade

O presidente da Assembleia, deputado Valdir Rossoni (PSDB), foi obrigado a mandar zerar novamente o painel eletrônico, demonstrou desconforto com o fato, e confessando não ter entendido o que aconteceu. “A questão de ordem é grave. Alguém registrou o número da senha do deputado Fábio Camargo. É extremamente grave”, admitiu Rossoni.  

“As 17h21 alguém registrou a presença do deputado Fábio Camargo”, disse o tucano, com base nos registros do painel eletrônico. Rossoni pediu um relatório da equipe técnica para saber em qual máquina teria sido digitada a senha de Camargo. “É uma acontecimento totalmente inédito”, reconheceu.  

continua após publicidade

O deputado Ney Leprevost (PP) pediu providências da Mesa Executiva, e lembrou quem em 1998, dois deputados federais do Paraná, José Borba e Valdomiro Meger, tiveram aberto processo de cassação de mandato contra eles por situação semelhante. Na época, Borba foi flagrado votando no lugar de Meger. O deputado Augustinho Zucchi (PDT) pediu cautela da direção da Assembleia na apuração do episódio, lembrando que os parlamentares da Assembleia não tem lugar fixo para acessar as máquinas de votação. “É muito sério o que foi levantado. Mas não sei também se, pelo nosso terminal seja possível, ver a cada votação quem votou naquela maquininha, através de seu código. Se digitou um código que não foi dele, não sei se tem como identificar quem”, alegou.  

Fábio Camargo informou que vai pedir a abertura de uma auditoria ao presidente da Assembleia, para descobrir o motivo de seu nome aparecer como presente no painel da casa na sessão desta terça-feira. “Quero saber se houve uso da minha senha indevidamente ou algum erro no painel. Pois é inadimissível que isso aconteça pois estou em outra cidade e a senha é de uso pessoal e intransferível”, disse.