Política

Defesa dá cartada para livrar Carli Filho de júri popular

Da Redação ·
Ex-deputado Luiz Fernando Ribas Carli Filho
fonte: Google Imagens
Ex-deputado Luiz Fernando Ribas Carli Filho

A defesa do ex-deputado Luiz Fernando Ribas Carli Filho deu, nesta sexta-feira (18), mais uma cartada para evitar que ele vá a juri popular, na ação em que é acusado de provocar a morte de duas pessoas em um acidente de trânsito. As razões que visam contrariar a decisão do juiz Daniel Surdi Avelar foram apresentadas pelo advogado de defesa, na 2º Vara do Tribunal de Curitiba. As informações são da Rádio Banda B.

continua após publicidade

A decisão do juiz foi publicada em Diário Oficial na terça-feira (15) e a defesa teria 48 horas para apresentar suas alegações. Porém o advogado que defende Carli Filho, Roberto Brzezinski Neto, conseguiu um dia extra para entregar os documentos.

continua após publicidade

Após a análise das alegações da defesa, que deve ser feita pelo Ministério Público, uma sessão entre desembargadores do Tribunal de Justiça deve decidir a forma como o ex-deputado será julgado.

continua após publicidade

Carli Filho é acusado de provocar o acidente de trãnsito que matou os jovens Gilmar Rafael Yared e Carlos Murilo de Almeida, em maio de 2009. Segundo a acusação, capitaneada pelo advogado Elias Mattar Assad, o ex-deputado estava dirigindo sob efeito de álcool, a uma velocidade de 190 km/h — o máximo permitiodo na via era de 60 km/h — e a carteira de habilitação deveria ter sido recolhida, pois ele acumulava 130 pontos em multas.

A defesa do ex-deputado alega que a via onde dirigia era preferencial e que as vítimas teriam condições de visualizar seu carro e evitar o acidente. Na verdade, o cruzamento em que houve o acidente possui um semáforo, que na hora da ocorrência estava piscando em amarelo para ambas as vias.

continua após publicidade

Para o juiz Avelar, Carli Filho deve ser julgado pelas acusações de duplo homicídio com dolo eventual porque, quando pegou o volante em tais condições, sabia que poderia causar um acidente fatal.