Política

De plenário novo, Câmara de Apucarana retoma sessões

Da Redação ·
Momentos antes de desatada a fita e movimentação de lideranças religiosas, políticas e militares no novo plenário
fonte: Divulgação
Momentos antes de desatada a fita e movimentação de lideranças religiosas, políticas e militares no novo plenário

Os vereadores de Apucarana realizaram na noite desta segunda-feira (07) a primeira sessão ordinária do ano – e com uma novidade: o plenário totalmente remodelado. Duas rampas de acesso, garantindo a acessibilidade de cadeirantes e outros deficientes, novos móveis e microfones, piso antiderrapante, eliminação de degraus que causavam acidentes, novas poltronas e portas de vidro separando a sala das sessões do hall são algumas das melhorias introduzidas pela nova mesa executiva.

continua após publicidade

“A Câmara de Apucarana está iniciando uma nova fase em sua história a reforma do plenário é apenas o começo. Nosso objetivo é tornar o espaço mais moderno e funcional, garantindo comodidade tanto para os vereadores como para todos que vêm prestigiar as sessões”, afirmou o presidente da Câmara, Alcides Ramos Júnior (DEM).

continua após publicidade

A fita foi desatada com a presença de todos os vereadores, do prefeito João Carlos de Oliveira e várias outras autoridades. A Banda Municipal executou os hinos nacional e da cidade. A parte religiosa contou com pregação feita pelo pastor Valdir Silvério e a celebração de uma missa pelo padre Roberto Carrara. Alcides Ramos e o vereador Júnior da Femac (PDT) destacaram o apoio de toda a equipe, que trabalhou à noite e nos finais de semana, a fim de que todas as mudanças estivessem encaminhadas para a volta das sessões. “Também queremos destacar o trabalho voluntário de várias pessoas, entre elas o arquiteto Leonardo Britici, que acompanhou toda a reforma e assessorou gratuitamente o Legislativo na obra”, assinalou Júnior.

continua após publicidade

Na mesma noite, o prefeito João Carlos de Oliveira fez um relato das obras prontas ou em andamento em Apucarana. Ele admitiu que a cidade tem problemas, principalmente na área de infra-estrutura. Mas garantiu que tem havido avanços e que o ano de 2011 será marcado por investimentos nesse setor. Quanto às dívidas da Prefeitura, João Carlos limitou-se a dizer que “as finanças estão sob controle”. O prefeito não ficou para ouvir vários pronunciamentos ásperos feitos contra a administração. O principal deles partiu do vereador Aldivino Marques da Cruz Neto, o “Val” (PSC).

“Vamos começar 2011 cobrando. Não vamos abaixar a cabeça”, disse o vereador,criticando a situação da malha viária e o impasse da Unifrango. Lucimar Scarpelini (PP), José Airton Araújo, o “Deco” (PR), Luiz Brentan (PSDB), Júnior da Femac (PDT), Marquinhos do Bicho (PTC) e Mauro Bertoli (PTB) também fizeram discursos críticos. Telma Reis (PMDB) pediu que a CPI da Dívida não seja instrumento para atingir politicamente esta ou aquela liderança e Carmelo Ribeiro (PR) criticou a campanha “Ame Apucarana: adote um buraco”, lançada por jovens da cidade.