Política

Emater dará mais apoio ao pequeno produtor, afirma Beto Richa

Da Redação ·
 Governador Beto Richa abre a Feira Sabores do Paraná - Edição Litoral 201
fonte: AEN
Governador Beto Richa abre a Feira Sabores do Paraná - Edição Litoral 201

O governador Beto Richa abriu sexta-feira (07), em Matinhos, a Feira Sabores do Paraná. Ele visitou os estandes, conversou com os produtores, experimentou doces de diversas regiões e anunciou que quer mais técnicos na Emater para atender principalmente o pequeno produtor. “A Emater precisa de investimentos. Os agricultores podem ter a certeza que, com recursos, e órgãos de assistência organizados, vamos ampliar a renda do produtor rural, principalmente dos pequenos”, afirmou.
 

continua após publicidade

A Feira de Sabores oferece aos visitantes um variado cardápio de delícias do campo - como compota, queijo, geleia, salame, suco e doces - resultado da produção 60 pequenas agroindústrias familiares do Paraná. A Feira prossegue até o dia 16 de janeiro em Matinhos.
 

A última edição do evento no município movimentou R$ 250 mil e a expectativa da organização para esse ano é ultrapassar a marca. O evento acontece desde 1999 e fazem parte do programa Fábrica do Agricultor, que dá assistência técnica e apoio para agricultores familiares.
 

continua após publicidade

Segundo o secretário da Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara, a feiras terão continuidade no governo Beto Richa. “Vamos manter e ampliar”. O objetivo é facilitar o acesso dos pequenos agricultores ao mercado com o diferencial de uma produção sem agrotóxicos, dando assistência técnica e estimulando as vendas.
 

O secretário anunciou ainda que o governo estuda maneiras de aumentar as compras públicas dos produtores familiares, nos moldes que a Prefeitura de Curitiba faz com o programa Armazém da Família. “Não é subsidiar, mas achar forma para que os produtos cheguem a preços mais populares. Nos Armazéns da Família, já compramos embutidos, derivados de suínos, conservas e até café orgânico”, afirmou.
 

O coordenador do programa Fábrica do Agricultor, Eder Dalla Pria, disse que a edição da Feira dos Sabores do litoral reúne os produtos que mais se destacaram no ano. “Por ter uma dos maiores volumes de comercialização, usamos esta feira para premiar aqueles que seguem todas as nossas regras e melhor beneficiam seus produtos, agregando valor a eles”, explicou.
 

continua após publicidade

Entre os produtores, está Heraldo Gilluns, que fabrica cerveja artesanal em Palmeira. Ele conta que faz a venda da produção na sua casa, em feiras especializadas e durante a Feira de Sabores. A produção, conta, ao contrário das cervejas comerciais, não utiliza qualquer tipo de conservantes ou antioxidantes. “Eu sigo o padrão alemão, que proíbe o uso de outro produto que não seja o malte, fermento, água e lúpulo. São todos produtos importados”, afirma.
 

O orquidário Novo Mundo, de Morretes, também trouxe suas plantas para a feira. O produtor Paulo Ferreira Leite conta que a feira é a melhor forma que a empresa tem de comercialização. “Como a nossa produção é pequena, fica difícil vender para os supermercados, que jogam o preço para baixo. Aqui nós conseguimos vender com preço bom para escoar a nossa produção”, afirma.
 

A edição da feira em Matinhos acontece no Ginásio de Esportes Sertãozinho. Depois, os estandes serão montados em Guaratuba, de 21 a 30 de janeiro.