Política

Discurso de Beto será sobre união pelo desenvolvimento

Da Redação ·
 Beto Richa será empossado hoje
fonte: Divulgação
Beto Richa será empossado hoje

Ao assumir o governo do Estado do Paraná amanhã, o governador eleito Beto Richa vai reafirmar os compromissos de sua gestão com o diálogo, a transparência, a austeridade e o respeito com os cidadãos.Beto Richa falará das diretrizes de seu programa de governo, em que terão prioridade as áreas de educação, saúde, segurança pública, proteção social, agricultura e infraestrutura.
 

continua após publicidade

“É nosso dever demonstrar que o poder público pode dar conta dos desafios de conciliar o desenvolvimento econômico com inclusão social e preservação ambiental de forma sustentável”, ressaltará o novo governador. “Temos que contornar, no mais curto espaço de tempo possível, os gargalos em educação e infraestrutura de transporte, além de criar as condições para um novo salto na inovação tecnológica e no empreendedorismo”.
 

Para Beto Richa, concluído o período eleitoral, é hora de superar as divergências políticas e ideológicas e cerrar fileiras em torno de um novo ciclo de crescimento paranaense, que priorizará as regiões com os menores indicadores de desenvolvimento humano. “Vamos fazer um governo pluralista, que respeita as diferenças de opinião. Um governo que conta com a vigilância crítica da imprensa livre”.

O novo governador não omitirá os problemas pelos quais o Estado passa atualmente. Mas enfatizará que o foco da nova gestão está dirigido para o futuro das famílias paranaenses.
 

continua após publicidade

Beto Richa fará dois pronunciamentos. O primeiro deles, no plenário da Assembléia Legislativa, ao ser empossado no cargo de governador, e o segundo no Palácio Iguaçu, onde será feita a transmissão de cargo. No Palácio, o pronunciamento de Richa será antecedido pelo discurso de despedida do governador Orlando Pessuti.

Equipes das áreas de cerimonial e de segurança da Assembleia Legislativa e do Governo do Estado realizaram ontem um ensaio final para a posse do governador eleito Beto Richa. A posse ocorrerá no próximo sábado, a partir das 10h, em cerimônia na Assembléia Legislativa.


A transmissão de cargo do governador Orlando Pessuti para Richa será em seguida, às 11h30, em frente ao Palácio Iguaçu, no Centro Cívico. A expectativa é de que pelo menos 5 mil pessoas prestigiem as solenidades. Entre as autoridades estarão presentes deputados estaduais e federais, prefeitos, desembargadores, representantes consulares e familiares do governador eleito e do vice-governador Flávio Arns, além dos novos secretários estaduais.
 

Encerrada a cerimônia, Beto Richa embarca para Brasília para acompanhar a posse da presidente Dilma Rousseff.
Abaixo um trecho da entrevista como governador enviada pela assessoria de imprensa.

continua após publicidade

Qual será sua primeira medida ao assumir o governo?

Beto Richa — Vamos racionalizar os gastos e bloquear qualquer espécie de desperdício na máquina pública estadual. É o primeiro caminho para recuperar a capacidade de investimentos do Estado, que hoje está bastante debilitada.
 

O crescimento da economia paranaense é fundamental para a geração de empregos. Que ações o senhor pretende adotar nesse sentido?

Beto Richa — Nosso plano de governo prevê uma série de iniciativas a serem adotadas. Vamos apostar forte na capacitação profissional e na qualificação do pequeno empreendedor, do micro e pequeno empresário como forma de estimular novos negócios. Entendo que a retomada dos investimentos em infraestrutura de transporte e logística terá um papel preponderante na redução de custos e ampliação da competitividade da produção paranaense.
 

continua após publicidade

A segurança pública é hoje uma das maiores preocupações da população paranaense. Que medidas seu governo vai adotar?
Beto Richa — Hoje, a Polícia Militar tem um efetivo inferior ao de 20 anos atrás. A população paranaense quase dobrou neste período, enquanto a violência recrudesceu de forma assustadora, em todas as regiões do Estado. Então, é necessário recompor o contingente da PM e da Polícia Civil. Outra medida fundamental é blindar a fronteira, em ações conjuntas entre as polícias estaduais e a Polícia Federal. Acredito que, para combater o tráfico de drogas e o contrabando de armas na fronteira, na dimensão que vêm ocorrendo, chegou o momento de também o Exército participar ostensivamente, seja em operações conjuntas, em ações de inteligência ou no que for possível.
 

Seu governo irá cumprir a aplicação de 12% do Orçamento do Estado em ações efetivamente de Saúde?

continua após publicidade

Beto Richa — Um de meus compromissos é o de cumprir a Emenda Constitucional nº 29, aplicando os 12% previstos. No entanto, tão importante como o acréscimo de recursos será sua aplicação eficiente com base em um planejamento que leve em consideração as necessidades da população. Então, é fundamental agregar esses dois pressupostos: ampliação dos recursos para o setor e gestão de qualidade nos gastos.
 

Em relação ao serviço público, o que deve ser feito para valorização dos servidores?

Beto Richa — O trabalho do funcionalismo deve ser reconhecido com a valorização salarial e permanente capacitação profissional, com cursos de qualificação contínua. Um aspecto fundamental é a participação do servidor em funções de comando e assessoramento superior.
 

Que medidas serão adotadas na área da educação?

Beto Richa — O novo governo vai trabalhar na qualificação e na valorização dos professores. Vamos buscar garantir maior autonomia às escolas. Uma iniciativa fundamental está associada à melhoria e ampliação das vagas no ensino técnico profissionalizante.