Política

Lula protesta contra prisão do fundador do WikiLeaks

Da Redação ·

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez um veemente discurso de protesto contra a prisão do "rapaz" do site Wikileaks, que vem revelando segredos da diplomacia internacional. Ao encerrar a solenidade de balanço do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), Lula cobrou uma reação dos veículos de comunicação em defesa da liberdade de expressão.

continua após publicidade

"O rapaz (Julian Assange, fundador do site) foi preso e não estou vendo nenhum protesto pela liberdade de expressão. Não tem nada. O rapaz apenas colocou "no site" o que leu. O culpado não é quem divulgou, mas quem escreveu (os telegramas)", afirmou Lula, arrancando risos e aplausos, apesar de já ter condenado, em outras oportunidades, a divulgação de atos secretos de governo e até investigações, alegando que isso não contribui para o País.

continua após publicidade

"Eu disse para a Dilma para falar com os seus embaixadores. Se não tiver o que escrever (telegramas), não escreva bobagem. Deixa passar em branco", ressaltou. Ainda no discurso, Lula orientou o fotógrafo da Presidência a colocar no blog do Planalto um protesto contra a prisão do fundador do Wikileaks. "Acho que a gente tem de defender a liberdade da imprensa. Os meus protestos e a minha solidariedade", concluiu.