Política

Metade dos eleitos para a Câmara nasceu em 5 estados

Da Redação ·
Bancadas estaduais na Câmara dos Deputados representam a população de cada uma das unidades federativas do país
fonte: Divulgação
Bancadas estaduais na Câmara dos Deputados representam a população de cada uma das unidades federativas do país


Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia e Rio Grande do Sul são os estados de nascimento de 51,4% (264) dos 513 deputados federais eleitos no último dia 3.
 

continua após publicidade

As bancadas estaduais na Câmara dos Deputados representam a população de cada uma das unidades federativas do país.
 

Mas, se em casos como o de São Paulo e Rio de Janeiro a diversidade da origem da população é refletida nos deputados federais eleitos, estados como Rio Grande do Sul, Ceará e Amapá elegeram apenas um migrante para representá-los.
 

continua após publicidade

Levantamento do G1 listou os estados de nascimento dos 513 deputados federais eleitos [confira ao lado onde nasceram os parlamentares eleitos].
 

No topo da lista estão os mineiros: são 67 deputados nascidos em Minas Gerais eleitos pelo país – 44 no próprio estado e 23 em outros.

Em segundo lugar, aparecem os paulistas – 66 no total, dos quais 50 eleitos por São Paulo.
 

continua após publicidade

Depois, vêm os 50 fluminenses, 35 deles eleitos pelo Rio de Janeiro.
 

Maior diversidade

Com 70 vagas na Câmara, São Paulo elegeu parlamentares nascidos em 11 estados brasileiros. Além dos 50 paulistas (71,4% da bancada), são 5 mineiros, 3 fluminenses, 2 paranaenses, 2 baianos, 2 pernambucanos, 2 norte-riograndenses, 1 cearense, 1 paraibano, 1 alagoano e 1 rondoniense.
 

No Rio de Janeiro, foram eleitos 46 deputados: os 35 fluminenses (76%), 2 paulistas, 2 mineiros, 1 baiano, 1 paranaense, 1 pernambucano, 1 sergipano, 1 goiano, 1 gaúcho e 1 capixaba.
 

continua após publicidade

Dos mais de 41 milhões de habitantes do estado de São Paulo, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD) de 2009, 31,3 milhões são paulistas. As maiores populações de migrantes são as de mineiros (2,1 milhões), baianos (1,98 milhão), pernambucanos (1,2 milhão) e paranaenses (1,2 milhão).

As bancadas estaduais na Câmara dos Deputados representam a população de cada uma das unidades federativas do país.

continua após publicidade

Mas, se em casos como o de São Paulo e Rio de Janeiro a diversidade da origem da população é refletida nos deputados federais eleitos, estados como Rio Grande do Sul, Ceará e Amapá elegeram apenas um migrante para representá-los.
 

Levantamento do G1 listou os estados de nascimento dos 513 deputados federais eleitos [confira ao lado onde nasceram os parlamentares eleitos].
 

No topo da lista estão os mineiros: são 67 deputados nascidos em Minas Gerais eleitos pelo país – 44 no próprio estado e 23 em outros.

continua após publicidade

Em segundo lugar, aparecem os paulistas – 66 no total, dos quais 50 eleitos por São Paulo.

Depois, vêm os 50 fluminenses, 35 deles eleitos pelo Rio de Janeiro.
 

Maior diversidade


Com 70 vagas na Câmara, São Paulo elegeu parlamentares nascidos em 11 estados brasileiros. Além dos 50 paulistas (71,4% da bancada), são 5 mineiros, 3 fluminenses, 2 paranaenses, 2 baianos, 2 pernambucanos, 2 norte-riograndenses, 1 cearense, 1 paraibano, 1 alagoano e 1 rondoniense.

No Rio de Janeiro, foram eleitos 46 deputados: os 35 fluminenses (76%), 2 paulistas, 2 mineiros, 1 baiano, 1 paranaense, 1 pernambucano, 1 sergipano, 1 goiano, 1 gaúcho e 1 capixaba.
 

Dos mais de 41 milhões de habitantes do estado de São Paulo, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD) de 2009, 31,3 milhões são paulistas. As maiores populações de migrantes são as de mineiros (2,1 milhões), baianos (1,98 milhão), pernambucanos (1,2 milhão) e paranaenses (1,2 milhão).