Política

Casagrande é o novo governador do Espírito Santo

Da Redação ·
 A construção da candidatura de Casagrande (PSB) só foi possível após a intervenção direta do presidente Luiz Inácio Lula da Silva
fonte: googleimagens.com
A construção da candidatura de Casagrande (PSB) só foi possível após a intervenção direta do presidente Luiz Inácio Lula da Silva

O Espírito Santo já elegeu seu governador hoje, é Renato Casagrande (PSB), que teve 82,32% dos votos válidos computados até as 18h46, com 83,71% das urnas apuradas. O segundo colocado, Luiz Paulo Vellozo Lucas (PSDB), teve até esse horário 15,44% dos votos válidos.

continua após publicidade

A construção da candidatura de Casagrande (PSB) só foi possível após a intervenção direta do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), pois o PMDB pretendia lançar a candidatura de Ricardo Ferraço, vice-governador. Com a bênção do governador Paulo Hartung (PMDB), no final das negociações acabou prevalecendo a vontade presidencial e o nome do senador Casagrande.

continua após publicidade

A aliança entre PSB e PMDB no Espírito Santo foi costurada pelo presidente Lula após a "implosão" da candidatura de Ciro Gomes (PSB) ao Palácio do Planalto. No acordo para agradar o PSB e garantir o partido no palanque de Dilma Rousseff à Presidência da República, o PMDB abriu mão da candidatura própria ao governo estadual em favor do senador Casagrande e lançou Ferraço para o Senado. A oficialização do acordo foi anunciada por Hartung no final de abril.

continua após publicidade

O acordo causou surpresa entre aqueles que acompanharam o dia-a-dia do cenário político capixaba, já que, antes, Hartung havia desistido de disputar o Senado, optando por seguir no governo até o final do mandato. Na época, o governador argumentou que a decisão tinha como base convicções pessoais. O PMDB ainda mobilizou suas principais lideranças para demovê-lo da ideia, mas não teve sucesso. Até Casagrande lamentou publicamente a decisão de Hartung.

A candidatura de Casagrande reuniu 16 partidos, enquanto o tucano Luiz Paulo Vellozo Lucas - principal concorrente de Casagrande e ex-prefeito de Vitória - teve o apoio de cinco partidos.