Política

Onda dessa eleição é verde e amarela, diz Serra

Da Redação ·
diz estar confiante e que vai disputar o segundo turno com Dilma Roussef (PT)
fonte: Arquivo
diz estar confiante e que vai disputar o segundo turno com Dilma Roussef (PT)

No último dia de campanha antes do primeiro turno da eleição presidencial, em caminhada pela Avenida Paulista, o candidato do PSDB à Presidência, José Serra, descartou que haja uma "onda verde" na reta final da eleição. "A onda dessa eleição é verde e amarela", disse o tucano.

continua após publicidade

Serra diz estar confiante e que vai disputar o segundo turno com Dilma Roussef (PT). Ele defendeu uma presidência que atenda a todos os brasileiros. "O povo quer construir um país mais justo e generoso. Um governo honesto, trabalhador. Vamos para o segundo turno para o bem do nosso País", disse.

continua após publicidade

Após participar de um ato com pessoas com deficiência em frente ao Conjunto Nacional, o tucano declarou que "o Brasil, não tem cor vermelha, nem verde ou azul. O Brasil é multicolorido".

continua após publicidade

Mais uma vez, ele prometeu criar, caso eleito, o Ministério da Pessoa com Deficiência. Segundo o candidato, o País tem cerca de 30 milhões de pessoas deficientes. "Vou cuidar dessas pessoas como fiz na Prefeitura e no governo do Estado", declarou. Para ele, o encontro de hoje é muito significativo.

Bem humorado, Serra comentou que conhece a Paulista antes mesmo da construção do Conjunto Nacional. O tucano, porém, disse só ter percebido a leve inclinação da Avenida hoje, quando empurrava a cadeira de rodas da candidata a Deputada Federal Mara Gabrilli.

continua após publicidade

José Serra deve encerrar a agenda de hoje durante uma caminhada em Diadema. Questionado sobre se ele se dirigia a um reduto petista, o candidato negou e disse que acompanhará Alckmin e que o local também abriga candidatos do PSDB.

O candidato tucano não quis comentar as declarações do presidente do PTB, Roberto Jefferson, que ontem declarou o voto em Plínio de Arruda Sampaio (PSOL)e liberou correligionários de seu partido para apoiarem o candidato que desejarem. O PTB, ao lado do DEM e do PPS, era um dos principais partidos aliados aos tucanos na corrida presidencial. Perguntado sobre se continua com os nervos de aço, Serra foi incisivo: "O aço é um metal que não se decompõe".