Política

Mauro Bertoli aposta no voto útil na reta final da campanha

Da Redação ·
 Mauro Bertoli: “Espero que o eleitor compare os candidatos e opte por quem tem chances reais de se eleger”
fonte: Divulgação
Mauro Bertoli: “Espero que o eleitor compare os candidatos e opte por quem tem chances reais de se eleger”

O candidato a deputado federal Mauro Bertoli está apostando no “voto útil” nesta reta final da campanha como forma de fortalecer a sua votação e garantir uma vaga pela coligação PTB, PRP, PSL e PTN. A coligação espera eleger dois deputados federais, sendo que o mais votado deverá ser Alex Canziani. Para conseguir se eleger, Bertoli tem que ser o segundo mais votado na coligação. “Como não há grandes caciques na disputa pela segunda posição, estima-se que quem fizer cerca de 30 mil votos estará eleito”, assinala o candidato.


Por essa razão, Bertoli vem intensificando, nas reuniões, no corpo a corpo da campanha, o discurso em favor do voto útil. “Eu sou o único entre os candidatos a deputado federal de Apucarana e da região que pode se eleger com apenas 30 mil votos. Essa projeção foi feita pelo próprio deputado Alex Canziani, que é presidente estadual do PTB e construiu a coligação de forma a eleger duas cadeiras. Espero que o eleitor compare a situação de todos os candidatos e opte por quem tem chances reais de se eleger”, salienta Mauro Bertoli.


Ele lembra que Apucarana não elege deputado há 20 anos, embora tenha hoje mais de 90 mil eleitores. “É voto suficiente para eleger um deputado federal e dois deputados estaduais”, acrescenta, lembrando que como deputado federal terá uma cota de R$ 12,5 milhões por ano em emendas ao orçamento. “Ao longo do mandato, são 50 milhões, no mínimo, que poderei trazer para Apucarana e a região, bancando obras e serviços nos mais diversos setores. Tudo isso o eleitor deve pesar na hora de votar”, acrescenta Bertoli.


Presidente da Câmara de Apucarana e da Associação das Câmaras do Vale do Ivaí (Acavi), ele frisa que fez uma campanha modesta, mas com ampla aceitação na cidade e na região. “Peço desculpas ao eleitor que não pude visitar, devido à correria da campanha, mas reitero a minha disposição de, se eleito, honrar cada voto com muito trabalho e com muita dedicação”, finaliza Bertoli.

continua após publicidade