Política

Manifestantes jogam tinta vermelha em prédio da Globo

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Manifestantes jogam tinta vermelha em prédio da Globo
Manifestantes jogam tinta vermelha em prédio da Globo

Manifestantes que estão acampados desde segunda-feira (22) na porta de um prédio da Rede Globo, no Jardim Botânico, zona sul do Rio, jogaram tinta vermelha na fachada e no interior da portaria do edifício, no início da tarde desta quarta-feira (24).

continua após publicidade

O grupo, formado por estudantes da UJS (União da Juventude Socialista), ligada ao PC do B, do Levante Popular da Juventude, do MST e de centrais sindicais como CUT e CTB, acompanha o julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na porta da emissora.

Desde de segunda, quando o acampamento foi levantado, não havia sido registrado conflito entre manifestantes e seguranças da empresa. Nesta tarde, contudo, alguns manifestantes lançaram tinta vermelha no logotipo da Globo na fachada do prédio e também no interior da portaria.

continua após publicidade

Procurada, a emissora ainda não se pronunciou.

Grupos de oposição a Lula também convocam para nova manifestação na praia de Copacabana, ao final do julgamento, ainda a ser confirmada.

EXPEDIENTE

continua após publicidade

A Justiça Federal do Rio decidiu fechar as portas mais cedo nesta quarta-feira (24) em razão do julgamento de Lula em Porto Alegre. O TRF-2 (Tribunal Regional Federal da 2ª Região), que compreende os Estados do Rio e Espírito Santo decidiu funcionar das 10h às 15h nesta quarta. Em dias normais, o expediente se encerra às 19h.

O motivo da mudança é por questões de segurança. Há o temor de que prédios da Justiça Federal sejam alvo de vandalismo e servidores hostilizados a depender do resultado do julgamento do ex-presidente.

Grupos de apoio a Lula, contudo, não indicaram até o momento o desejo de protestar em frente a prédios da Justiça Federal na manifestação prevista para as 16h desta quarta no centro do Rio.

SÃO PAULO, SP, E RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) -