Política

Baixa procura pela biometria preocupa Arapongas e Sabáudia

Da Redação ·
Reunião tentou traçar algumas diretrizes para aumentar a procura pelo recadastramento. (FOTO - Tribuna do Norte)
Reunião tentou traçar algumas diretrizes para aumentar a procura pelo recadastramento. (FOTO - Tribuna do Norte)

O Fórum Eleitoral da Comarca de Arapongas recebeu ontem pela manhã a visita do corregedor do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), desembargador Luiz Taro Oyama. Ele esteve na cidade para fazer um levantamento dos relatórios de comparecimento no processo de recadastramento biométrico de eleitores de Arapongas e Sabáudia. 

continua após publicidade

O encontro foi para discutir o baixo comparecimento de eleitores de ambos os municípios para fazer a revisão biométrica, que teve início no dia 12 de junho e vai até o dia 17 de novembro. A procura tem sido abaixo das expectativas iniciais.

Conforme os números do Cartório Eleitoral, até agora 13% dos 82.413 eleitores de Arapongas compareceram para fazer o recadastramento, ou seja, 10.713. Dos 5.753 eleitores de Sabáudia compareceram apenas 172, representando 3%. A média de comparecimento tem sido de 500 e até menos por dia, quando a meta seria de 800 eleitores por dia para atingir os 100% dos eleitores atendidos até final dos trabalhos, em novembro.

continua após publicidade

Se não houver um aumento nos próximos dias ou meses, ambos os municípios correm o risco de perder muitos eleitores para as eleições de 2018, já que a não revisão biométrica implica no cancelamento automático do título eleitoral.

(Leia a reportagem completa nas edições digital e impressa da Tribuna do Norte)