Política

Lula pede que campanhas tenham nível elevado

Da Redação ·
 Lula pede que campanha eleitoral tenha nível elevado
fonte: AP
Lula pede que campanha eleitoral tenha nível elevado

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, afirmou ontem (4), durante comício em Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo, que é possível fazer uma campanha eleitoral com nível elevado, sem a necessidade de tentar transformar parentes dos candidatos em vítimas. “Ninguém precisa ficar dizendo que descobriram o sigilo não sei de quem. Cadê esse tal de sigilo que não apareceu até agora? Cadê o vazamento de informações?”, questionou Lula em discurso para a população.

continua após publicidade

Lula disse que a candidata do Partido dos Trabalhadores (PT) à Presidência da República, Dilma Rousseff, vencerá as eleições sem ofender os adversários e que a campanha do partido é tranquila e madura. “A ofensa que nós estamos fazendo para eles é que estamos provando que um torneiro mecânico é capaz de governar melhor do que os doutores que governaram nesse país ao longo da história”. Lula ressaltou que foi o presidente que mais fez universidades públicas, extensões universitárias e escolas técnicas no país.

continua após publicidade

O presidente disse também que a eleição de Dilma Rousseff será o mais importante passo para a liberdade da mulher brasileira. “Ela vai continuar o que nós estamos fazendo. Ela trabalhou comigo esses oito anos. Eu aprendi com ela e ela aprendeu comigo e certamente ela vai fazer muito mais e melhor”.

continua após publicidade

A candidata não estava no comício, porque acompanha a filha que está prestes a dar a luz, em Porto Alegre. Lula elogiou a dedicação de Dilma nos momentos finais da gestação de sua filha.

Lula, que estava com uma tipóia no braço esquerdo, devido a uma tendinite, também pediu votos para o candidato a governador do PT, Aloizio Mercadante. O presidente chamou a atenção da população para que todos levem o título de eleitor e um documento com foto no dia das eleições, como manda a nova regra do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).