Política

Beto Richa reafirma compromisso com a Copel e valorização dos funcionários

Da Redação ·
 Em reunião o candidato reafirma compromisso com a companhia de energia
fonte: Divulgaçã
Em reunião o candidato reafirma compromisso com a companhia de energia

Parceira do Governo do Estado em projetos estratégicos para o desenvolvimento do Paraná, no governo Beto Richa a Copel será mantida sob controle do Estado. O compromisso de Beto Richa foi reafirmado nesta quarta-feira (1) à noite durante encontro com copelianos promovido pela Associação de Profissionais da Copel. "A Copel vai ser uma grande parceira, voltará a ser a empresa referência nacional, no topo das empresas de energia, com profissionais valorizados", afirmou Beto.

continua após publicidade

O presidente da Associação de Profissionais da Copel, João Matiak Slonik, considerou o encontro esclarecedor.  "Principalmente pelo compromisso do Beto em manter a Copel controlada pelo Estado; pela preocupação em expandir a área de atuação da empresa, seja no tocante à geração, transmissão e distribuição de energia, bem como em relação à telecomunicação; e pela preocupação em relação à Fundação Copel, haja vista que ela pertence aos empregados e, assim, não deve sofrer
ingerências políticas", afirmou Matiak.

continua após publicidade


Beto garantiu autonomia gerencial à Fundação Copel. "Meu governo não permitirá interferências políticas na Fundação Copel, patrimônio dos funcionários da empresa", afirmou Beto, ao lado do candidato a senador Ricardo Barros.

Empresa estratégica

Beto investirá na implantação de Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs). "O Governo não deve ter uma visão retrógrada, fundamentalista. Temos que gerar energia neste Estado para poder industrializar e atrair mais empresas. Podemos conciliar a necessidade de desenvolvimento social e econômico com a preservação ambiental", disse Beto.

continua após publicidade


A Copel será estratégica na gestão do governador Beto Richa. Todos os municípios do Paraná terão ao menos um ponto da rede de fibra ótica da Copel, possibilitando acesso a diversos serviços públicos nas áreas de educação, saúde, segurança e administrativo, garantindo um salto de desenvolvimento humano sustentável no Estado, principalmente nas regiões mais carentes.


"Hoje, cerca de 250 municípios já têm ao menos um ponto de acesso à rede de fibra ótica. Nossa proposta é que, em três anos, o Governo ligue todos os 399 municípios à rede, possibilitando o acesso à uma infinidade de serviços", explicou Beto. Essa rede de telecomunicações também dará às empresas maior competitividade, com a oferta de serviços empresariais com qualidade e segurança.

continua após publicidade

"Nos últimos oito anos não tivemos diálogo"

O presidente da Associação Copel, Luis César Annes, disse que os copelianos aprovam as idéias de Beto Richa. "Era tudo aquilo que os copelianos estavam esperando. O Beto foi bem claro e objetivo, com uma nova proposta de gestão e com abertura para o diálogo. Nos últimos oito anos não tivemos diálogo. Desde o início fomos chamados de frouxos e hoje temos a oportunidade de conversar com uma pessoa inteligente e com capacidade para recuperar e fortalecer a Copel", disse Annes.
O presidente do Conselho de Representantes da Associação de Profissionais da Copel, Gilmar Carlos da Silva, também considerou.
excelentes as propostas de Beto para a Copel. "Era isso que queríamos ouvir realmente, está de acordo com as nossas convicções. Porque hoje a Copel perdeu muito o quadro técnico e precisa se renovar e trazer novos técnicos para a empresa", afirmou Silva.


O presidente da Associação dos Aposentados da Copel, João Stein, e o presidente do Instituto de Engenharia do Paraná, Jaime Sunye, também participaram do encontro.