Política

Serra evoca realizações na Prefeitura e governo em SP

Da Redação ·
A intenção de voto em Serra no Estado de São Paulo, o maior colégio eleitoral do País, caiu de 41% para 36% em cinco dias
fonte: Divulgação
A intenção de voto em Serra no Estado de São Paulo, o maior colégio eleitoral do País, caiu de 41% para 36% em cinco dias

Em queda nas pesquisas de intenções de voto em São Paulo, o candidato do PSDB à Presidência, José Serra, reforçou a agenda no Estado e incluiu em sua fala as realizações que teve como prefeito e governador. O tucano fez hoje campanha na periferia da capital paulista, na zona leste. Em discurso improvisado em frente a um bar, disse aos moradores: "Eu quero mostrar para o Brasil exemplos de coisas que nós fizemos e escolhi a Cidade Tiradentes." Um grupo de 20 pessoas, a maioria crianças, aplaudiu e gritou o nome do tucano.

continua após publicidade

A intenção de voto em Serra no Estado de São Paulo, o maior colégio eleitoral do País, caiu de 41% para 36% em cinco dias, segundo pesquisa Datafolha divulgada na última quinta-feira. Enquanto isso, Dilma Rousseff (PT), que lidera a disputa presidencial, subiu de 34% para 41%.

continua após publicidade

Com esse cenário, Serra deve passar boa parte da semana em São Paulo. Ontem, caminhou pelo centro. Hoje, pela zona leste, e, amanhã à noite, participará de encontro com 450 prefeitos paulistas, organizado pela coordenação de campanha tucana, ao lado do candidato ao governo do Estado, Geraldo Alckmin (PSDB), que lidera a disputa em São Paulo.

continua após publicidade

Em Cidade Tiradentes, Serra falou com a imprensa diante da Escola Municipal Elias Chamas, que segundo ele, era uma "escola de lata" quando ele herdou de Marta Suplicy (PT) a Prefeitura. "Não só construímos a escola como melhoramos muito o rendimento dos alunos", afirmou.

Serra citou ainda, como trunfos seus, a redução do analfabetismo no Estado, a construção de creches e pré-escolas e a valorização do professor. "Nós fizemos em São Paulo. Dá para fazer pelo Brasil", disse. "Quando eu era prefeito e governador eu vinha dar aulas nas escolas da 4ª série e via na prática a importância do aprendizado."

continua após publicidade

Confusão

continua após publicidade

A campanha de rua de Serra foi, mais uma vez, marcada por confusão. Quando o tucano chegou a Cidade Tiradentes acompanhado de Alckmin, com uma hora de atraso, um grupo de cem cabos eleitorais o cercou. Seguiu-se um empurra-empurra entre moradores e militantes. Protegido por quatro seguranças, o presidenciável cumprimentou não mais que cinco eleitores, que enfrentavam a confusão e lhe estendiam a mão.

Depois de dez minutos, ele entrou em um mercadinho com Alckmin. O candidato ao governo saiu para um lado e Serra, após alguns minutos, para outro, atravessando a rua e despistando os cabos eleitorais. Com passos rápidos, Serra foi seguido por 20 moradores que ajudaram os seguranças a fazer um cordão em volta do candidato.

Quinze minutos depois de ter desembarcado no bairro, Serra entrou em uma van, e foi para outra região de Cidade Tiradentes. Sem cabos eleitorais, tomou água de coco direto da fruta, com canudinho, e discursou em frente a um bar.