Política

Em atrito com Aécio, chefe da Casa Civil do Paraná pode deixar PSDB

Da Redação ·
Valdir Rossoni (PSDB), afirmou que deixa o PSDB se o senador e presidente nacional licenciado do partido, Aécio Neves (PSDB/MG), voltar a comandar a legenda - Foto - Tribuna do Norte
Valdir Rossoni (PSDB), afirmou que deixa o PSDB se o senador e presidente nacional licenciado do partido, Aécio Neves (PSDB/MG), voltar a comandar a legenda - Foto - Tribuna do Norte

Em vídeo postado na noite de domingo, o secretário chefe da Casa Civil do governo Beto Richa (PSDB), deputado federal licenciado Valdir Rossoni (PSDB), afirmou que deixa o PSDB se o senador e presidente nacional licenciado do partido, Aécio Neves (PSDB/MG), voltar ao comando da legenda. As declarações foram uma resposta às gravações feitas pela Polícia Federal e divulgadas na semana passada nas quais Aécio cobra o governador Beto Richa por críticas feitas contra ele por Rossoni nas redes sociais.

continua após publicidade

Aécio se afastou do partido depois de ser acusado de pedir R$ 2 milhões ao dono da JBS, Joesley Batista, para pagar sua defesa nos processos da operação Lava Jato. Nas gravações feitas pela PF, ele também aparece discutindo formas de barrar a investigação. Em vídeo postado em abril, Rossoni afirmou que deixaria o PSDB se ficassem provadas as acusações contra o senador tucano sobre contas secretas no exterior. Em grampo divulgado na semana passada, Aécio aparece questionando Richa sobre as declarações do secretário e cobrando uma retratação.

"Me chamou de babaca"
“Continuo com a minha posição. Não mudei um centímetro. Se numa eventualidade o Aécio voltar para a direção do partido, eu terei que sair do PSDB”, disse o secretário. Rossoni também deixou claro que não gostou dos comentários da irmã de Aécio, Andrea Neves, que em uma das conversas telefônicas com o irmão se refere a ele “um babaca do Paraná”. “A sua irmã me chamou de babaca. Eu acho que foi muito falta de respeito. Faltou com o respeito dos paranaenses”, comentou o tucano.

continua após publicidade

No vídeo, Rossoni diz ainda que tanto Andrea quanto o próprio Aécio poderiam ter ligado diretamente para ele para conhecer sua posição. “Se você deve, você tem que pagar. Você não tem direito de manchar o nosso partido”, afirmou.

 "Ninguém me falou nada"
O secretário também negou que Richa tenha lhe chamado a atenção em razão do episódio. “Não fui chamado a atenção. Ninguém me falou nada. O governador teve uma postura de estadista. Respeitou a minha opinião. Ele não me disse nada. Ele só me disse: ‘o que você falou na sua live?’. Eu disse: ‘eu não aceito isto que está ocorrendo com o Aécio”, explicou.