Política

Candidatos ao governo usam debate para pedir votos a presidenciáveis

Da Redação ·
 Bufalo (à dir) fala durante debate da TV Gazeta e do jornal O Estado de S. Paulo com Alckmin ao fundo
fonte: Julia Chequer/R7
Bufalo (à dir) fala durante debate da TV Gazeta e do jornal O Estado de S. Paulo com Alckmin ao fundo

Candidatos ao governo de São Paulo usaram o debate promovido pela TV Gazeta e o jornal O Estado de S. Paulo nesta terça-feira (24) para defender as candidaturas à Presidência dos seus partidos. Enquanto o tucano Geraldo Alckmin (PSDB) foi explícito ao pedir votos a José Serra, Aloizio Mercadante (PT) citou parceria com a “presidente” Dilma Rousseff (PT) ao fim do encontro.

continua após publicidade

- Quero pedir licença para pedir o seu voto para Serra. Um homem que amadureceu, que está preparado para uma responsabilidade tão grande.

continua após publicidade

Mais uma vez, o tom do debate entre candidatos ao Palácio dos Bandeirantes foi dado pelas críticas dos candidatos da oposição ao governo tucano no Estado e o discurso de que é preciso mudança. Paulo Skaf, candidato do PSB, citou preços dos pedágios e problemas de atendimento na área da saúde para criticar.

continua após publicidade

- As pessoas reclamam que estão sendo mal atendidas. As pessoas reclamam dos pedágios, do transporte público. Há regiões no Estado que são muito menos desenvolvidas.

O tema pedágio também serviu de mote para Celso Russomano (PP), que criticou a construção de praças de cobrança no recém-inaugurado trecho oeste do Rodoanel, estrada feita para desafogar o trânsito na principais vias da capital paulista.

continua após publicidade

- O partido que governa São Paulo resolveu que a saída do Rodoanel não serve para melhorar a vida. O Rodoanel está ai para arrecadar, não para tirar os veículos do centro de São Paulo.

continua após publicidade

Enquanto isso, Alckmin, o candidato governista, não poupou números para falar dos avanços do governo tucano no Estado e devolveu os ataques do petista Mercadante quando questionado sobre problemas na educação.

continua após publicidade

- O candidato do PT é especialista em falar mal do governo, mas quando foram do governo, na Prefeitura de São Paulo, reduziram a verba para educação.

Já os ataques de Paulo Bufalo (PSOL) não tiveram apenas um alvo, mas tanto o PT como o PSDB.

Além de Alckmin, Fábio Feldmann, candidato do PV, foi o único a não atacar a atual administração estadual e insistiu em temas ambientais durante o debate, como a despoluição do rio Tietê.

- Temos que assumir compromissos de despoluir o Tietê para devolver o Tiete para a população. Desenvolvimento é o Tietê e os rios de são Paulo limpos.