Política

Osmar diz que Beto não tem registro em carteira

Da Redação ·
A treze pontos de seu adversário Beto Richa (PSDB) na última pesquisa Datafolha, o candidato do PDT ao governo do Paraná, Osmar Dias (PDT) usou um novo argumento na briga pelos votos
fonte: Arquivo
A treze pontos de seu adversário Beto Richa (PSDB) na última pesquisa Datafolha, o candidato do PDT ao governo do Paraná, Osmar Dias (PDT) usou um novo argumento na briga pelos votos

A treze pontos de seu adversário Beto Richa (PSDB) na última pesquisa Datafolha, o candidato do PDT ao governo do Paraná, Osmar Dias (PDT) usou ontem um novo argumento na briga pelos votos.

continua após publicidade

Em reunião no Sindicato dos Metalúrgicos, em Curitiba, Osmar pediu aos trabalhadores para compararem as carteiras de trabalho dos dois principais candidatos, “para identificar quem tem melhor histórico de trabalho e defende os direitos dos trabalhadores”. Osmar, que anunciou ter recebido o apoio das seis centrais sindicais, diz que ele é o candidato que representa o trabalhador do Paraná e que isto pode ser comprovado com a consulta às carteiras de trabalho.

continua após publicidade

“Eu tenho vários carimbos nela, ele não tem nenhum”, atacou. Através da assessoria de imprensa, a coordenação da campanha de Beto Richa disse que não comentará as declarações do adversário.

continua após publicidade

No encontro com os metalúrgicos, Osmar reafirmou que as eleições deste ano estão definidas por dois projetos políticos distintos: “dos governos de direita, representados por Fernando Henrique Cardoso e Jaime Lerner; e o de Lula e Requião. No governo do PSDB eles escutavam o Delfim Neto, que dizia para primeiro fazer o bolo crescer para depois dividir. Mas enquanto o bolo crescia ia sendo comido pelos tubarões”, declarou.

Osmar garantiu aos trabalhadores que não vai abrir mão do salário mínimo regional, apesar das críticas que recebe. Disse que os empresários estão argumentando que o piso onera as empresas.

continua após publicidade

“Até já me perguntaram se eu teria coragem de continuar com o piso. Eu disse que não tenho coragem é de acabar com ele. É bom para todo mundo, inclusive para os empresários porque aumenta o mercado consumidor”, afirmou.

continua após publicidade

No encontro de ontem, os metalúrgicos prometeram a Osmar realizar um “arrastão” nas fábricas da Região Metropolitana de Curitiba para convencer os trabalhadores a votar na coligação Osmar/Dilma.

continua após publicidade

O candidato tucano também teve reunião para receber apoio sindical ontem. Em Paranaguá, Beto Richa teve o anúncio do apoio do Sindicato dos Estivadores de Paranaguá e Pontal do Paraná.

“Os estivadores querem a renovação no porto. Todos estão cansados do desrespeito aos trabalhadores e a falta de diálogo. Queremos Beto Richa, que é o único candidato que pode modernizar o Litoral”, disse Antonio Carlos Bonzato, presidente do Sindestiva.

Beto disse que os portos paranaenses foram abandonados, nos últimos oito anos e prometeu investimentos para compra de novos equipamentos e melhoria do calado.