Política

Em Apucarana, Osmar diz que será parceiro de Dilma

Da Redação ·
 Osmar Dias, Roberto Requião e Valter Pegorer
fonte: André Henrique Veronez
Osmar Dias, Roberto Requião e Valter Pegorer

O candidato ao governo do Paraná pela coligação “A União Faz um Novo
Amanhã”, Osmar Dias (PDT), fez campanha ontem em Apucarana, onde
participou de um ato público na Praça Rui Barbosa. Durante um comício
improvisado no centro da cidade, Osmar procurou reforçar a sua imagem
de candidato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e destacou que
será “parceiro” da petista Dilma Rousseff, que, na sua opinião,
vencerá as eleições no primeiro turno.

continua após publicidade


Ao lado do ex-governador Roberto Requião, candidato ao Senado pelo
PMDB, e do ex-prefeito de Apucarana, Valter Pegorer (PMDB), que
concorre à Assembleia Legislativa, o senador destacou a pesquisa
divulgada ontem pelo Datafolha, que mostrou Dilma com 47% contra 30%
das intenções de voto de José Serra (PSDB), o que garantiria a vitória
da petista já no dia três de outubro.


“A Dilma vai ganhar esta eleição, não tenham dúvidas”, afirmou Osmar.
Minutos antes, Requião havia dito às centenas de pessoas que
prestigiaram o ato na praça: “Trago a notícia em primeira mão. A Dilma
já virou a eleição no Paraná”, afirmou, sugerindo ter acesso aos dados
específicos da sondagem no Estado. Segundo o Datafolha, Dilma está
praticamente empatada na região Sul, com 38% contra 40% de Serra.
 

continua após publicidade

Osmar aproveitou a “deixa” de Requião e afirmou que “o Paraná estará
no coração de Dilma”. O pedetista citou a relação de Requião, quando
governador, com Apucarana para exemplificar a “parceria” com a
petista. “O prefeito João Carlos de Oliveira foi parceiro do Requião e
será meu parceiro também. Ele entrará pela porta da cozinha da minha
casa para buscar soluções dos problemas de Apucarana. Assim como eu
entrarei pela cozinha da casa da futura presidente Dilma para resolver
as questões do Paraná”, afirmou.


O evento contou com a presença de vários prefeitos da região. Devido
ao atraso na chegada de Osmar a Apucarana, a caminhada pelo comércio
foi cancelada. Ele também cumpriu agenda ontem em Arapongas.