Política

Decisão do TSE pode mudar eleitos em outubro na Câmara de Apucarana

Da Redação ·
Vereadores durante sessão da Câmara de Apucarana - Foto: Tribuna do Norte
Vereadores durante sessão da Câmara de Apucarana - Foto: Tribuna do Norte

Uma decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pode provocar mudanças na eleição para a Câmara de Apucarana, alterando a composição dos eleitos em outubro

continua após publicidade

Em decisão monocrática, o ministro do TSE, Napoleão Nunes Maia Filho, atendeu recurso do candidato Gilberto Clemente (PMDB), validando seus 416 votos. Com isso, a coligação de Clemente (PTB-PMDB-PPS) terá votos suficientes para garantir uma cadeira, que ficará com Edson da Costa Freitas, o Professor Edson (PPS), que fez 1.246 votos.  

Na redistribuição dos votos, ele ocuparia a vaga que estava hoje destinada a Gabriel Caldeira (PSDB), que somou 1.232 votos pela coligação PSDB-PV-SD. 

continua após publicidade

Professor Edson dá aulas de Matemática e Física nos colégios Polivalente e São José. 

Decisão do TSE pode mudar eleitos em outubro na Câmara de Apucarana fonte: Reprodução

Leia mais nas edições impressa e digital de quinta-feira (23) da Tribuna do Norte -Diário do Paraná.