Política

Campanha política acaba em confusão e briga entre grupos rivais no Vale do Ivaí

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Campanha política acaba em confusão e briga entre grupos rivais no Vale do Ivaí
Campanha política acaba em confusão e briga entre grupos rivais no Vale do Ivaí

Uma confusão por motivos políticos seguida de briga provocou alvoroço no final de semana no distrito de Luar, no município de São João do Ivaí, na região norte do Paraná. Inicialmente algumas pessoas telefonaram para a Polícia Militar (PM) e relataram que na Rua Principal, próximo a Praça da Igreja, estava acontecendo uma confusão por motivos políticos. 

continua após publicidade

No local um homem de 53 anos e seu filho entregavam propaganda política de um candidato a prefeito quando teriam sido hostilizados por várias pessoas ocupando carros de som de outro candidato.  

Em seguida um candidato a vereador radicado no distrito de Luar e outros quatro homens vieram na direção de pai e filho e teriam começado a agredi-los com chutes e socos, que resultaram em escoriações.  

continua após publicidade

Os desafetos dos cabos eleitorais ainda teriam arremessado bebida alcoólica neles. Pai e filho acrescentaram que o candidato a vereador teria feito ameaças e afirmado que ambos "poderiam ter problemas”, conforme boletim de ocorrência registrado pela  PM.   

VERSÃO DO CANDIDATO
Já candidato a vereador procurou a Polícia Civil e  disse que a história "não é bem assim".  Ele afirmou que estava no local fazendo campanha com outras pessoas quando o grupo adversário político chegou e começou um tipo de disputa para ver quem ligava o som mais alto.  

"Fiz um gesto para que abaixassem o volume, mas um rapaz, que inclusive era meu amigo, veio em minha direção e meu de um tapa acertou na orelha", disse o candidato a vereador.  Ele acrescentou que teria visto um dos desafetos colocar uma arma na cintura e que  várias pessoas presenciaram o fato.

"Eu cheguei perto dele numa boa, pois eu ele já fomos vereadores duas vezes, e de repente acabei agredido", afirmou.   Ninguém foi preso. Um inquérito policial foi instaurado para apurar mais detalhes sobre a confusão de cunho político.