Política

Delegado Jacovós desiste de se candidatar a prefeito de Sarandi

Da Redação ·
 O delegado José Aparecido Jacovós confirmou que a Polícia Civil está investigando o suposto sequestro de uma empresária da cidade - Foto: Sérgio Rodrigo
O delegado José Aparecido Jacovós confirmou que a Polícia Civil está investigando o suposto sequestro de uma empresária da cidade - Foto: Sérgio Rodrigo

Delegado José Aparecido Jacovós desiste de se candidatar a prefeito de Sarandi

continua após publicidade

O delegado de polícia José Aparecido Jacovós (PDT), conhecido por suas iniciativas operacionais e constante luta contra a criminalidade confirmou nesta segunda-feira (25/07) que desistiu de sua candidatura a prefeito de Sarandi (norte do Paraná) nas eleições deste ano. Jacovós, que  atuava como chefe da 17ª Subdivisão Policial  de Apucarana até o fim de junho, havia anunciado que disputaria o cargo de prefeito da cidade, onde atuou por sete anos como delegado.  

"Minha família reside em Sarandi eu convidado pelo atual prefeito (que também anunciou não disputar a reeleição) e me licenciei dia 30 de junho, mas reconsiderei a decisão de ser candidato a prefeito em decorrência de questões pessoais", afirma.  Ele entendeu que se viesse a assumir o cargo de prefeito, teria dificuldades para administrar o município em decorrência de possíveis "acordos políticos"

continua após publicidade

"LINHA DURA"
Conhecido pelo seu perfil "linha dura", Jacovós coordenou uma investigação que resultou na prisão de mais de 20 criminosos ligados a ataques a agências bancárias no Paraná. A força-tarefa denominada Operação Cangaço resultou identificou envolvidos em 22 crimes como assaltos e explosões a caixas eletrônicos. O delegado assumiu a 17ª SDP de Apucarana em 2013. 

FORMAÇÃO
Formado em Gestão de Segurança Pública, Jacovós atua há 28 anos na Polícia Civil, sendo 4 anos como escrivão e 24 como delegado.