Política

Osmar defende diálogo para garantir segurança no campo

Da Redação ·
Osmar fez campanha domingo em São José dos Pinhais
fonte: Divulgação
Osmar fez campanha domingo em São José dos Pinhais

O senador Osmar Dias (PDT), candidato ao governo do Paraná pela coligação “A união faz um novo amanhã”, defendeu ontem o “bom senso” e o “diálogo” para garantir a paz no campo, com a diminuição das invasões de terra. Segundo ele, o Paraná teve redução significativa no número de ocupações de imóveis rurais nos últimos oito anos, com os governos Lula e Requião.
Dados da Ouvidoria Agrária Nacional (OAN), vinculada ao MDA, apresentados por Osmar Dias, registram 104 ocupações no Paraná de 2003 a 2010. No período anterior, nos anos dos governos Fernando Henrique Cardoso e Jaime Lerner, o número foi mais que o dobro: as ocupações somaram 243 no Estado.
 

continua após publicidade

“Esses dados mostram que as políticas implementadas pelo presidente Lula foram bem sucedidas e queremos dar continuidade a elas no Paraná”, garantiu o candidato. Osmar reafirmou que o programa Paz no Campo, do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), ganhará reforço no Paraná por meio de um programa estadual similar, o “Paz e Prosperidade no Campo”.
 

“Trabalharemos em conjunto com a Ouvidoria Agrária Nacional nas principais diretrizes do programa, que tratam da prevenção de tensão social no campo, da capacitação de mediadores de conflitos sociais e na mediação de conflitos agrários”, detalha Osmar. Para preservar a segurança jurídica na área rural, o senador reitera que vai manter a política de cumprimento de reintegrações de posse expedidas pela Justiça.

continua após publicidade


“O uso de força violenta por parte da polícia é coisa de um passado nefasto que não pode voltar ao Paraná. Hoje, precisamos que o campo tenha paz e prosperidade e isso só se obtém com diálogo, negociação e bom senso”, assegurou Osmar.
“Vamos apoiar a emancipação dos assentamentos, regularizando as titulações de terras e apoiaremos a viabilização social e econômica das famílias do campo”, acrescentou o candidato do PDT ao governo do Paraná.