Política

Segurança marca pauta na Câmara de Apucarana

Da Redação ·
Alcides Ramos defende a volta dos módulos policiais, a começar pelo João Paulo
fonte: Divulgação
Alcides Ramos defende a volta dos módulos policiais, a começar pelo João Paulo

Os vereadores de Apucarana realizaram na noite desegunda-feira (02) a primeira sessão

continua após publicidade

ordinária após o recesso. Sem projetos em pauta, eles se limitaram a debater vários problemas

da cidade, tendo como foco principal a falta de segurança. O assunto foi levantado pelo

continua após publicidade

vereador Alcides Ramos Júnior (DEM), por causa do assalto à Lotérica Mundial, localizada no

Núcleo João Paulo, quando uma dupla armada rendeu funcionários e acabou levando R$ 1,6

mil em dinheiro. “É a quarta ou quinta vez que a lotérica é assaltada, tanto que baixou as portas.

continua após publicidade

Será que os bandidos agora é que vão decidir quem é que vai trabalhar, que dia o comércio pode

ou não abrir?”, questionou Alcides Ramos.

Ele conclamou o vereador Aldivino Marques, o Val (PSC), que também tem como base de

continua após publicidade

atuação o Núcleo João Paulo, para dividir as despesas e construir um módulo policial naquele

bairro. “Se a Prefeitura ou o 10º. Batalhão concordarem em manter ali um guarda, se possível

continua após publicidade

com uma viatura, nós nos encarregaremos de construir um módulo policial. Eu, particularmente,

acho equivocada a visão do governo estadual, que nos últimos anos desativou os módulos

policiais em todo o Estado”, acrescentou Alcides Ramos.

continua após publicidade

Aldivino Marques aceitou o desafio. “O Núcleo João Paulo é praticamente uma cidade, tem

mais de 10 mil habitantes. O bairro não é patrulhado pela Guarda Municipal, nem pela Polícia

Militar. Em menos de um mês o módulo fica pronto, mas é preciso que haja o compromisso do

continua após publicidade

poder público de manter o policiamento no local”, argumentou Val. Outros vereadores, como

Lucimar Scarpelini e Luiz Brentan, também discursaram sobre o tema e apoiaram a iniciativa.

Como o presidente da Câmara, Mauro Bertoli (PTB), estava em Curitiba, a sessão foi conduzida

pelo vice, José Airton de Araújo, o “Deco” (PR). A sessão também contou com a volta da

titular, Telma Reis (PMDB), que estava de licença. Neste período, ela foi substituída por

Luciano Molina.