Política

Temer diz que Dilma usa 'mentira rasteira' e que manterá programas

Da Redação ·
Temer questionou Aécio e Agripino se a oposição estava unida em torno de Rodrigo Maia - Foto: Arquivo
Temer questionou Aécio e Agripino se a oposição estava unida em torno de Rodrigo Maia - Foto: Arquivo

O vice-presidente Michel Temer disse, na manhã deste sábado (16), que a declaração feita pela presidente Dilma Rousseff, em vídeo, de que ele cortaria programas sociais é "mentira rasteira" e afirmou que manterá os benefícios.
"Leio hoje nos jornais as acusações de que acabarei com o bolsa família. Falso. Mentira rasteira. Manterei todos os programas sociais", disse Temer em sua conta no Twitter, sem citar a presidente. 

continua após publicidade

No vídeo com discurso de quase sete minutos divulgado na noite de sexta, Dilma se propõe a "denunciar os riscos dessa aventura golpista". "Querem revogar direitos e cortar programas sociais como o Bolsa Família e o Minha Casa, Minha Vida", diz a presidente. 

No Twitter, Temer diz que defende a "unificação e pacificação dos brasileiros". "Não o caos, o ódio e a guerra", afirma.
"Só sairemos da crise se todos trabalharem pelo Brasil, não pelos seus interesses pessoais", escreveu. 

continua após publicidade

O vice-presidente aproveita ainda para afirmar seu apoio à operação Lava Jato, que "tem prestado importantes serviços ao país". "Sou jurista e sei do papel fundamental da Justiça e do MP [Ministério Público] para o avanço das instituições." 

A declaração sobre a Lava Jato se dá no momento em que governistas afirmam que a operação seria arrefecida se a presidente Dilma deixar o poder.