Política

Dilma reúne ministros para discutir isolamento de Levy

Da Redação ·
Dilma reúne ministros para discutir isolamento de Levy -  REUTERS/Ueslei Marcelino
Dilma reúne ministros para discutir isolamento de Levy - REUTERS/Ueslei Marcelino

NATUZA NERY E FÁBIO MONTEIRO
BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - A presidente Dilma Rousseff se reunirá nesta quinta (3) com os ministros Joaquim Levy (Fazenda) e Nelson Barbosa (Planejamento) para "discutir a relação", nas palavras de um auxiliar presidencial.

Levy cancelou a viagem que faria nesta quinta (3) para a Turquia, onde participaria da reunião de ministros de finanças e presidentes de banco centrais do G20.

O objetivo da reunião com a presidente é dar unidade interna em torno do titular da equipe econômica para evitar que ele deixe o cargo por falta de apoio.

Nesta quarta (2), Levy procurou a presidente Dilma Rousseff e seu vice, Michel Temer, para reclamar de isolamento e falta de apoio no governo, pondo em dúvida sua permanência no cargo se a situação não mudar.

Depois de falar com o ministro por telefone e ouvir que ele sentia "perda de apoio" para sua política de ajuste fiscal, a presidente fez uma defesa pública de Levy, dizendo que ele "não está desgastado" nem "isolado" no governo. "Isolado de mim ele não está", disse Dilma, após cerimônia no Palácio do Planalto.

Segundo a Folha de S.Paulo apurou, Levy não falou em pedir demissão, mas deixou claro que, sem apoio do Planalto, sua permanência à frente da Fazenda corria risco. Um aliado do ministro afirmou que suas conversas com Dilma e Temer foram um "desabafo", de alguém que tinha uma estratégia para reequilibrar as contas públicas e sente que está perdendo as batalhas internas -uma após a outra.

Um assessor presidencial confirmou a conversa de Dilma e Levy, mas descartou a possibilidade de ele deixar o governo. Segundo o auxiliar, o ministro estava em busca de "carinho", porque seria alvo de "intrigas" que não contam, segundo essa versão, com respaldo da presidente.

continua após publicidade