Política

Ex-prefeito de Apucarana assume PTB e partido pode perder filiados

Da Redação ·
O ex-prefeito de Apucarana, João Carlos de Oliveira, está deixando o PMDB para ingressar no PTB - Foto: Arquivo
fonte:
O ex-prefeito de Apucarana, João Carlos de Oliveira, está deixando o PMDB para ingressar no PTB - Foto: Arquivo

O ex-prefeito de Apucarana, João Carlos de Oliveira, está deixando o PMDB. No dia 31 deste mês ele vai assumir a presidência da Comissão Provisória do PTB em Apucarana, em substituição ao vereador Mauro Bertoli. O convite foi feito pelo deputado federal Alex Canziani, que é o presidente do diretório estadual. Segundo João Carlos, o PTB cassou todas as comissões provisórias do partido no Paraná e está constituindo outras já renovadas.

Sendo assim os cargos diretivos estão em situação de vacância, ou seja, sem ninguém no comando. João Carlos informa que vai assumir oficialmente a comissão provisória num encontro regional do PTB, que será realizado em Apucarana no dia 31 deste mês, reunindo filiados e simpatizantes dos 26 municípios do Vale do Ivaí e também de Arapongas.

“Minha missão num primeiro momento será o fortalecimento do partido em Apucarana”, afirma o ex-prefeito, que vai trabalhar na busca de novas filiações visando montar uma chapa de candidatos a vereador para o pleito do ano que vem.  João Carlos também se diz pré-candidato a prefeito, porém salienta que o PTB estará no mesmo grupo do PMDB e do PSDB na corrida sucessória, por isso qualquer decisão será do grupo político.

O vereador Mauro Bertoli diz que já deixou a presidência da comissão provisória, porque seu mandato terminou em maio. Bertoli, que hoje vota na Câmara de Apucarana junto com a base aliada do prefeito Beto Preto (PT), disse que depois do encontro regional do PTB vai definir seu futuro político. “Por enquanto estou no PTB e continuo no PTB”, afirma o vereador, que por ora não pode mudar de partido sob o risco de perder seu mandato parlamentar.

Bertoli assinala, no entanto, que, dependendo do desfecho que terá o PTB nos próximos dias ou meses, vai tomar uma decisão sobre seu novo rumo político. Segundo ele, é possível que dezenas de filiados migrem para outros partidos dependendo da sua situação. “Tem muita gente dentro do PTB que não concorda com os rumos do partido para a eleição de prefeito do ano que vem”, afirma.

Já o ex-prefeito João Carlos afirma que vai entrar no PTB e assumir o comando não para tirar ninguém, mas para somar. “Mas, caso alguém não se sinta à vontade no partido, tem o direito de sair”, pondera. Bertoli estava no comando do PTB de Apucarana desde 2005. Ele já está no seu quarto mandato de vereador, já foi presidente da Câmara, secretário municipal de Administração e já disputou duas eleições para deputado, uma para federal e outra para estadual. O PTB de Apucarana tem hoje um pouco mais de 200 filiados.

continua após publicidade