Política

​Dilma diz esperar punição por morte de menino no Complexo do Alemão

Da Redação ·
Crianças participam de ato pela paz no Alemão (Foto: Jornal Voz da Comunidade)
Crianças participam de ato pela paz no Alemão (Foto: Jornal Voz da Comunidade)

A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta sexta-feira (3), por meio de nota, que espera haver punição pela morte de Eduardo de Jesus Ferreira, de 10 anos, atingido por bala perdida nesta quinta-feira durante tiroteio no Complexo de Favelas do Alemão, na Zona Norte do Rio. Para a presidente, as circunstâncias da morte do menino precisam ser esclarecidas.

continua após publicidade

"Espero que as circunstâncias dessa morte sejam esclarecidas e os responsáveis, julgados e punidos", diz a nota.

O garoto foi baleado na porta de casa e morreu na hora no fim da tarde desta quinta. Moradores da comunidade e os pais da criança acusam policiais de terem feito o disparo. Segundo a Coordenadoria de Polícia Pacificadora, policiais do Batalhão de Polícia de Choque (BPCHoque) foram recebidos a tiros por criminosos na comunidade do Areal. "Houve confronto e um menor foi baleado", informa o texto. Um Inquérito Policial Militar (IPM) foi instaurado, e as armas dos policiais serão apreendidas pela Polícia Civil. A Divisão de Homicídios investiga a autoria do disparo.

continua após publicidade

Além de Eduardo, outras seis pessoas foram baleadas em dois dias - três morreram. Há cerca de 90 dias seguidos os moradores do Alemão convivem com intensos tiroteios. Veja a nota da presidente Dilma Rousseff:

Quero expressar minha solidariedade e sentimentos de respeito neste momento de dor a Terezinha Maria de Jesus, que perdeu o filho Eduardo de Jesus Ferreira, de 10 anos, no Complexo do Alemão. Espero que as circunstâncias dessa morte sejam esclarecidas e os responsáveis, julgados e punidos.

Confira matéria completa AQUI