Política

Mercadante elogia atuação de ministro da Fazenda no Senado

Da Redação ·
Mercadante elogia atuação de ministro da Fazenda no Senado - Foto: veja.abril.com.br
Mercadante elogia atuação de ministro da Fazenda no Senado - Foto: veja.abril.com.br

MARIANA HAUBERT
BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O ministro Aloizio Mercadante (Casa Civil) elogiou ontem (1º) o desempenho do ministro Joaquim Levy (Fazenda) ao convencer os senadores a desistirem de votar o projeto de renegociação da dívida de Estados e municípios nesta semana.

"Quero sinalizar a importância da ida do ministro Levy ao Senado. Foi uma sabatina de sete horas mas um excelente investimento. [...] Todo mundo avaliou como muito positiva a ida dele. A repercussão que recebemos é de que foi muito positivo e os resultado vieram", afirmou Mercadante.

Levy ainda conseguiu convencer os senadores a incluir a proposta do governo para a renegociação da dívida de Estados e municípios com a União no texto que tramita no Senado.

O projeto obrigava o governo Dilma a adotar, em 30 dias, mecanismo que irá reduzir o valor que governadores e prefeitos precisam repassar aos cofres da União.

O governo queria ganhar tempo e, pela proposta de Levy, os índices de correção das dívidas só serão substituídos a partir de 1º de fevereiro do ano que vem, quando o governo já saberá se conseguiu cumprir a meta fiscal de 2015.

Estados e municípios seriam ressarcidos pelo que foi pago a mais neste ano. A emenda será apresentada pelo senador Romero Jucá (PMDB-RR).

RECLAMAÇÃO
Em um momento de bom humor, Mercadante reclamou do tratamento dado pelos senadores ao ministro da Fazenda na longa audiência pública.

"Quero aqui só ressaltar que não deram nenhum lanchinho para ele. Como ele é novo em sabatinas, ele tem que pedir para suspender um pouquinho, passar no banheiro, ir lá na salinha e comer pelo menos um sanduíche", disse.

"Ele não está na dieta Ravenna. Ele tinha direito a um lanchinho especial mas na próxima vez ele o fará", completou.

continua após publicidade