Política

Aécio e Serra criticam demora de Dilma em substituir Graça Foster

Da Redação ·
Foto: arquivo
Foto: arquivo

BRASÍLIA, DF - A oposição acusou nesta terça-feira (3) a presidente Dilma Rousseff de "fritar" a presidente da Petrobras, Graça Foster, ao decidir trocar somente agora o comando da estatal. 

continua após publicidade

Presidente do PSDB, o senador Aécio Neves (MG) disse que Dilma desgastou a "melhor amiga" para substituí-la quando percebeu que sua presença na Petrobras seria "insustentável". 

"Em um gesto de pouca generosidade com sua amiga, a presidente permitiu que ela [Graça] assumisse uma responsabilidade que não é dela. Ela não teve condições de administrar a empresa. Ser amigo da presidente é pior do que ser seu adversário", disse o tucano. 

continua após publicidade

A oposição iniciou a coleta de assinaturas para instalar uma nova CPI mista (com deputados e senadores) para investigar a estatal. Aécio disse que a comissão de inquérito é necessária para fazer uma ampla investigação do esquema de corrupção na estatal. 

O senador José Serra (PSDB-SP) afirmou que Graça Foster deveria ter se afastado do comando da Petrobras desde que as primeiras denúncias de corrupção na empresa foram reveladas. A troca neste momento, segundo o tucano, comprova a necessidade de que toda a diretoria da Petrobras seja substituída. 

"Não digo que ela é culpada, não sei o seu grau de responsabilidade. Mas o ideal é trocar toda a diretoria e colocar gente profissional", afirmou Serra. 

Serra disse ser favorável à CPI da Petrobras por considerar que é função do parlamento investigar uma empresa pública.