Política

Pessuti vai interiorizar Escola

Da Redação ·
Ele pediu que os integrantes do Governo participem dos encontros como uma forma de compromisso público
fonte: AEN
Ele pediu que os integrantes do Governo participem dos encontros como uma forma de compromisso público

O governador Orlando Pessuti anunciou na Escola de Governo desta terça-feira (6) que algumas reuniões do secretariado acontecerão no interior do Paraná. O Governo Estadual levará sua equipe para que, ao fim dos encontros, secretários de Estado e presidentes de empresas públicas realizem audiências públicas com a população e lideranças locais. A primeira Escola de Governo no interior será realizada no dia 22 de abril, na região dos Campos Gerais. Outros cinco encontros estão previstos até o mês de julho: na região Norte, Noroeste, Cascavel, Guarapuava e Região Metropolitana de Curitiba.

continua após publicidade

Segundo explicou o governador Pessuti, o Governo Estadual vai intensificar o contato com o interior do Estado. “É a continuação de um trabalho que vem sendo bem sucedido, de aumentar nossa presença no interior. Além disso, é uma reivindicação de lideranças e uma forma de demonstrar o valor que temos dado a todas as nossas regiões”, afirmou Pessuti.

As associações dos municípios também participarão dos encontros, quando o Governo Estadual fará uma prestação de contas específica para a região. No mesmo dia, no período da tarde, secretários, presidentes de autarquias e empresas atenderão aos prefeitos, vereadores, sociedade civil organizada e a comunidade. O governador Orlando Pessuti aproveitará o deslocamento para inaugurar obras nas regiões. “Mesmo que o Requião tenha andado muito nos últimos meses, nós não conseguimos até agora inaugurar sequer a metade das obras que construímos”, afirmou.

continua após publicidade

De acordo com o diretor-executivo do Instituto de Pesos e Medidas do Estado do Paraná (Ipem-PR), Galdino Alves Junior, que vai organizar os encontros, em cada um deles devem participar até três associações de municípios. “Com isso, estarão presentes representantes de cerca de 50 cidades por vez. A ideia é aproximar a administração estadual das prefeituras, mas o princípio da Escola de Governo continua o mesmo, que é priorizar o relacionamento próximo à sociedade”, observou.

O passo seguinte, afirmou Galdino, será reunir servidores da Rede de Governo, da Casa Civil e das Secretarias de Estado da Comunicação Social e do Planejamento, para organizar a primeira reunião regional. “Vamos realizar essa tarefa num verdadeiro trabalho em equipe”, completou.

INTEGRAÇÃO - O governador voltou a defender a realização da Escola de Governo, que, segundo ele, serve tanto como prestação de contas à população, como para que os integrantes do Executivo harmonizem suas ações e conheçam o Governo como um todo. “Quero manifestar meu respeito e gratidão ao governador Requião, por ter implantado está ideia e levá-la adiante, mesmo com os contratempos de ordem jurídica que tivemos”, afirmou.

Pessuti pediu que os integrantes do Governo participem dos encontros como uma forma de compromisso público. “Através dessas reuniões temos a certeza de que toda nossa equipe está funcionando e sabemos o que nossos companheiros estão fazendo. Tenham isso como um compromisso de dever enquanto cidadão, ocupantes de cargos públicos, eleitos ou não, para que possamos fazer disso um compromisso de nós para conosco mesmos e com o povo do Paraná”, disse.