Política

'É uma aula do crime', diz Janot sobre esquema da Lava Jato

Da Redação ·
Foto: arquivo
Foto: arquivo

CURITIBA, PR - Chefe do Ministério Público Federal, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirmou que o esquema de corrupção construído na Petrobras, que é alvo da Operação Lava Jato, era "uma aula do crime". 

continua após publicidade

Janot esteve na entrevista coletiva em que foi apresentada a primeira denúncia do Ministério Público contra os executivos de empreiteiras envolvidos no esquema, feita em Curitiba (PR) nesta quinta-feira (11). 

"Foi uma aula do crime", afirmou. "Diante do que foi exposto aqui e agora, vocês podem entender o recado que eu pude externar alguns dias atrás. Essas pessoas, na verdade, roubaram o orgulho dos brasileiros." 

continua após publicidade

Janot fez referência ao discurso feito por ele na última terça (9), em que falou em "gestão desastrosa" da Petrobras e chegou a recomendar a substituição de diretores da estatal. 

Em relação às denúncias, Janot afirmou que elas são apenas "o começo de uma investigação", fazendo referência à complexidade dos fatos e sua dimensão, e que o Ministério Público Federal irá "até o final". 

"Quero de novo reafirmar o compromisso que, de forma equilibrada, responsável, mas muito firme, essa investigação chegará até o final." 

continua após publicidade

Estão sob a responsabilidade do procurador-geral as delações premiadas do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa e do doleiro Alberto Youssef, que apontaram os políticos beneficiados pelo esquema, ainda não revelados. 

Essas investigações, por envolverem pessoas de foro privilegiado, serão feitas pela Procuradoria Geral da República, sediada em Brasília, e julgadas pelo STF (Supremo Tribunal Federal), numa próxima fase da Lava Jato.