Política

Gleisi Hoffmann critica governo do Paraná por medidas para aumentar arrecadação

Da Redação ·
Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado
Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) criticou o governo do Paraná por adotar uma série de medidas para sanear as finanças públicas que, em sua avaliação, vão ter impacto negativo na economia do estado e prejudicar a população.

continua após publicidade

Entre as medidas, ela citou o adiamento e o parcelamento do pagamento das férias do funcionalismo; a cobrança de previdência dos servidores inativos; o aumento de 40% do IPVA; o reajuste de 9% dos pedágios; e a volta de impostos sobre produtos da cesta básica, como arroz e leite.

Gleisi Hoffmann afirmou que as medidas não se justificam porque o Paraná é o estado que teve o maior aumento de receita líquida neste ano, de 56%. A senadora pediu à assembléia estadual que rejeite as propostas do governador Beto Richa (PSDB).

continua após publicidade

- Não se justificam as medidas que estão sendo tomadas, a não ser pelo descontrole administrativo. Que os paranaenses se unam, que não deixem essas propostas prosperarem na Assembleia Legislativa do Paraná. Se isso prosperar, as consequências para a economia do Paraná serão muito duras na área de produção, na área de comércio, na área de serviços.