Política

Para acalmar mercado, Dilma vai participar de evento do JP Morgan na terça

Da Redação ·
Popularidade de Dilma caiu após mentiras na eleição, diz oposição- Foto: Arquivo
Popularidade de Dilma caiu após mentiras na eleição, diz oposição- Foto: Arquivo

BRASÍLIA, DF - Em sua estratégia para acalmar o mercado financeiro, a presidente Dilma Rousseff vai participar na terça-feira (02) da abertura de conferência organizada pelo banco de investimentos JP Morgan, em São Paulo.

continua após publicidade

Diante da escassez de recursos federais, num momento em que as contas públicas podem fechar o ano no vermelho, a presidente definiu como prioridade estimular investimentos nacionais e estrangeiros no setor produtivo para retomar o crescimento da economia brasileira.

O encontro de Dilma com investidores ocorre depois de ela oficializar sua nova equipe econômica, formada pelo trio Joaquim Levy (Fazenda), Nelson Barbosa (Planejamento) e Alexandre Tombini (Banco Central).

continua após publicidade

POSSE
Nesta semana, Dilma pode até dar posse aos novos ministros da Fazenda e Planejamento caso o Congresso aprove na terça-feira a manobra fiscal que permite descumprir a meta de superávit primário (economia de gastos para pagar a dívida pública) neste ano, de 1,9 % do PIB (Produto Interno Bruto).
Ela ainda vai avaliar com sua equipe mais próxima a conveniência de dar posse aos dois ministros ainda neste ano. Guido Mantega, o ministro da Fazenda que está de saída, já manifestou à presidente o desejo de deixar o posto imediatamente.
Levy e Barbosa devem também acelerar a montagem de suas equipes nesta semana. Um dos nomes mais aguardados é o do futuro secretário do Tesouro Nacional, hoje comandado por Arno Augustin.
Ex-secretário do órgão, Tarcisio Godoy, que também trabalha no Bradesco, é um dos nomes mais cotados.